RECEBA NOSSO CONTEÚDO DE FORMA GRATUITA DIRETAMENTE NO SEU EMAIL

Grupo StudioTransportadora e distribuidoraCusto operacional de transportadoras: como diminuir gastos com energia

Custo operacional de transportadoras: como diminuir gastos com energia

Para os empreendedores, os custos operacionais para manter o seu negócio funcionando podem representar um grande encargo no final do mês. Afinal, são muitos os gastos necessários, podendo chegar, até mesmo, a atrapalhar a lucratividade da empresa.

Assim, os empresários precisam estar sempre atentos e saber organizar os custos e receitas do empreendimento, de forma a manter o fluxo de caixa e as obrigações fiscais em dia e permitir que o negócio cresça continuamente.

Essa também é uma realidade para quem empreende no setor de transportes. Por isso, neste artigo, vamos explicar como as transportadoras podem reduzir o seu custo operacional ao diminuir os gastos mensais com energia elétrica. Acompanhe a leitura e saiba mais sobre o assunto!

Custos operacionais em transportadoras

Empresas de diferentes setores da economia possuem gastos operacionais distintos, que variam conforme o tipo de atividade exercida pela organização, que vai requerer matérias-primas e mão de obra diferentes. 

Confira os principais custos fixos e variáveis que incidem sobre uma transportadora:

  • Aquisição dos veículos (normalmente caminhões);
  • Combustível (gasolina, diesel, GNV ou etanol);
  • Manutenção dos veículos: renovação de pneus, lubrificantes, substituição de peças estragadas, etc.;
  • Seguro obrigatório e seguro facultativo;
  • Depreciação do veículo ao longo do tempo;
  • Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA);
  • Salário e direitos trabalhistas de motoristas e demais funcionários da empresa;
  • Pedágios.

Como diminuir gastos operacionais de transportadoras

Para reduzir os custos operacionais do seu empreendimento, pode ser necessário começar por realizar um planejamento estratégico de toda a parte logística da empresa. 

Nesse caso, um primeiro passo importante é centralizar todas as informações sobre o negócio, permitindo que a gestão tenha acesso facilitado aos dados necessários para tomar decisões. Afinal, não é possível fazer alterações em processos sem antes avaliar a situação real enfrentada. 

A partir disso, é possível verificar se existem setores em que haja excessos de gastos, gargalos operacionais, lentidão ou desperdícios de recursos e, em seguida, elaborar estratégias específicas para resolver os problemas encontrados em cada um dos processos.

Uma opção interessante para os empresários pode ser contar com o apoio de alguma ferramenta de software que ajude a integrar as informações em uma única plataforma, o que ajuda a automatizar esses processos.

Além disso, é importante alinhar as expectativas de redução de gastos com os colaboradores por meio de reuniões, treinamentos e outros comunicados. Assim, eles estarão a par de todas as medidas que devem ser tomadas pela empresa para aumentar a efetividade do negócio.

Outra estratégia eficaz para reduzir o custo operacional é verificar quais são os maiores gastos do empreendimento e negociar preços e condições com fornecedores de combustível, pneus, peças, entre outros – em busca de descontos ou até mesmo de novos contratos.

Considere também readequar algumas rotas já estabelecidas, procurando por opções mais curtas e econômicas. Estradas em melhores condições de preservação também podem ajudar a reduzir as despesas frequentes com a manutenção da frota.

Os gastos com energia também costumam representar uma grande despesa no orçamento das transportadoras. Para resolver esse problema, já existe uma solução definitiva no mercado: a energia solar.

Como funciona a economia com energia solar fotovoltaica

A energia solar é uma tecnologia que vem se popularizando cada vez mais no Brasil. De acordo com dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), já são quase 100 mil sistemas fotovoltaicos conectados à rede elétrica no país, sendo que a previsão é de que esse número chegue a mais de 800 mil até 2024.

A razão para essa expansão acelerada tem a ver com as diversas vantagens dessa tecnologia. O principal chamariz para os consumidores costuma ser a redução no valor gasto mensalmente com energia elétrica, seja em residências, empresas ou setor rural. 

Essa economia funciona da seguinte maneira: o imóvel instala um sistema fotovoltaico, que gera energia por meio dos painéis solares, os quais transformam a irradiação da luz do sol em energia elétrica. 

Em seguida, um equipamento denominado inversor solar converte a corrente elétrica contínua gerada em corrente alternada, a qual pode então ser utilizada para abastecer o consumo de qualquer aparelho elétrico utilizado em um imóvel.

A energia excedente gerada pelos painéis solares, ou seja, a energia que não for consumida pelo imóvel é enviada para a rede elétrica da concessionária de energia, gerando créditos que são usados para abater o custo da conta de luz do consumidor, que pode chegar a ter uma redução de 95% no valor final. 

Além da opção de instalar um sistema fotovoltaico diretamente na casa ou residência, ainda existem outras formas de aderir à energia solar sem o investimento inicial em um sistema completo. 

Isso é possível por meio do formato de energia rental, no qual são desenvolvidos projetos em parceria com outros investidores para financiar a implantação das estruturas de geração de energia, o que permite uma redução de até 20% no valor gasto com energia elétrica a cada mês.

Investindo em uma forma de geração de energia solar fotovoltaica, o empresário também passa a ser menos afetado pela inflação energética, que proporciona aumentos vertiginosos a cada ano. 

Além disso, fica menos suscetível ao sistema de bandeiras tarifárias, o qual gera acréscimos proporcionais na fatura de energia sempre que as condições de produção energética não estão ideais. As bandeiras são representadas pelas cores verde, amarela e vermelha, sendo que a vermelha significa que a tarifa está no auge de seu preço para o consumidor.

Por essas razões, essa tecnologia é uma opção extremamente vantajosa para diminuir os custos operacionais de transportadoras, já que os gastos com a conta de energia elétrica costumam ser bastante elevados. No primeiro mês após a adesão à energia solar já é possível sentir os efeitos na conta de luz da empresa.

 

Conheça a Studio Energy

A Studio Energy é o empreendimento do Grupo Studio voltado para soluções de redução de custos para empresas utilizando a energia solar fotovoltaica. Esse serviço está disponível para empresas dos mais variados segmentos, as quais passam por uma análise detalhada de suas demandas energéticas graças a um time completo de especialistas.

Assim, a Studio Energy atua em todas as etapas do processo, desde o diagnóstico das necessidades do cliente até a fase de implementação final da solução fotovoltaica mais indicada. Por isso, a redução nos gastos com a conta de luz é totalmente garantida ao final.

Quer saber mais sobre como a sua transportadora pode aderir à energia solar? Então acesse o site e preencha o formulário para receber o nosso e-book com um guia completo sobre o assunto que vai tirar todas as suas dúvidas!

Leia mais:

Assista também:

 


Redação Grupo Studio