RECEBA NOSSO CONTEÚDO DE FORMA GRATUITA DIRETAMENTE NO SEU EMAIL

Grupo StudioStudio BankGoverno deve elevar tributo de bancos para custear Refis do Simples

Governo deve elevar tributo de bancos para custear Refis do Simples

O governo considera elevar a tributação sobre os bancos para compensar a renúncia de receitas decorrente do programa de renegociação de dívidas de MEIs (microempreendedores individuais) e pequenas empresas do Simples Nacional.

De acordo com fontes do Ministério da Economia à Reuters, essa medida tem como objetivo minimizar o impacto gerado pela derrubada do veto presidencial a um programa de refinanciamento de dívidas tributárias para micro e pequenas empresas.

Quando o texto foi vetado, a equipe econômica estimou que o custo total do programa seria de 1,7 bilhão de reais em dez anos, o que significa uma renúncia média de 170 milhões de reais ao ano, valor que precisaria ser compensando.

A alíquota da CSLL de instituições financeira foi elevada em março do ano passado, de 20% para 25%, com validade até 31 de dezembro do mesmo ano. A medida foi adotada como parte da compensação pela perda da receita após redução de alíquotas do PIS/Cofins sobre óleo diesel e gás de cozinha.

Ainda no fim de 2021, e equipe econômica avaliou manter em patamar elevado a alíquota cobrada dos bancos para fazer frente à desoneração da folha salarial de empresas. A medida acabou não sendo adotada e a cobrança voltou para 20%.

Agora, o governo estuda retomar a elevação da alíquota, ainda que a ideia seja leva-la a patamar inferior a 25%. A informação foi noticiada incialmente pelo jornal O Globo.

Fonte: Info Money.

Saiba aqui como o Grupo Studio pode ajudar a sua empresa!

Conheça as soluções do Grupo Studio:



Redação Grupo Studio