RECEBA NOSSO CONTEÚDO DE FORMA GRATUITA DIRETAMENTE NO SEU EMAIL

Grupo StudioPlanejamento tributárioComo fazer planejamento tributário para o setor atacadista?

Como fazer planejamento tributário para o setor atacadista?

A prática comercial desenvolvida no setor atacadista, compreende uma amplitude de movimentações de ativos financeiros, dada a natureza desta espécie de atividade empresarial. A variedade de transações financeiras, além da amplitude de atuação e estrutura de um negócio atuante no ramo do atacado, acaba por incidir em múltiplos fatos geradores de tributos e outras obrigações, levando a empresa a adquirir responsabilidades fiscais e administrativas.

A gestão fiscal para o setor atacadista e o controle de recursos

Através do planejamento tributário, torna-se possível o controle e a gestão destas obrigações, garantindo seu cumprimento, e otimizando a administração dos recursos da companhia, gerando maior economia e lucratividade.

As empresas voltadas ao comércio, principalmente o atacado, necessitam estar assistidas por uma equipe contábil, que possa elaborar e estruturar um planejamento tributário eficiente para a dinâmica e as necessidades da companhia, garantindo que as obrigações estejam em dia, e em conformidade com a lei, evitando multas e penalidades por parte do Fisco.

A extensa carga tributária que recai sobre o âmbito do setor atacadista, tem o condão de estagnar o crescimento do negócio, reduzindo, significativamente, os ganhos da empresa, tornando-se um ônus considerável para empresários e gestores. Para contornar a burocracia existente na legislação brasileira, o planejamento tributário bem estruturado é capaz de diminuir esses entraves, garantindo maiores lucros e competitividade.

Quais são os tipos de planejamento tributário

Existem quatro tipos de planejamento tributário, cada um sendo mais adequado para determinado tipo de empresa, ou para situações em específico, contribuindo para a concepção de novos planos e estratégias.

  1. Planejamento estratégico: sendo considerado como o planejamento tributário basilar, é neste momento que os empresários, assistidos pelos contadores, definirão questões que terão impacto a longo prazo, como o regime fiscal que será adotado pela empresa, incentivos fiscais, elaboração de novos produtos e serviços, redução da incidência em fatos geradores de tributos, domicílio fiscal, entre outros. Através do planejamento tributário estratégico, é que se busca a redução da carga tributária e as estratégias de atuação da empresa, criando previsões de resultados para o futuro.
  2. Planejamento operacional: sendo mais dinâmico, o planejamento tributário operacional diz respeito à atuação em curto prazo, pondo em prática as estratégias já concebidas anteriormente. Nesta fase será feito o acompanhamento do pagamento de impostos, cumprimento das demais obrigações fiscais, com relatórios sobre o emprego dos recursos e como estão sendo aplicados. Com o controle exercido pelo planejamento operacional, há a garantia de que, caso surjam falhas, serão rapidamente corrigidas.
  3. Planejamento tático: é utilizado para pôr em prática as estratégias elaboradas para médio prazo, considerando a empresa como um todo, para que assim possa dividi-la em setores, organizando melhor a atuação e o papel de cada um, no momento de ação. Sendo assim, o planejamento tributário tático define como o plano de gestão será executado, distribuindo entre os membros da companhia as atribuições de cada um.
  4. Planejamento corretivo: é utilizado para os momentos em que se identificam erros e falhas na gestão, atuando corretivamente, para evitar impactos negativos na dinâmica tributária e financeira da empresa, antes que prejuízos irreparáveis sejam causados. Cada movimentação atípica será detectada precocemente, permitindo atos de prevenção e correção. Identificar situações irregulares, que podem por a empresa em risco de sofrer penalidades pela Receita Federal, ou apontar possibilidades de recuperação de créditos tributários, é o principal papel exercido pelo planejamento tributário corretivo.

Portanto, os profissionais da contabilidade são aptos para identificar, de acordo com as necessidades da empresa, em um determinado momento, qual o melhor planejamento tributário a ser aplicado.

Pesquisa Estudo Tributário: Segmentos que pagam mais impostos do que deveriam

A necessidade de realização do planejamento tributário

São variados os motivos pelos quais é necessário proceder com o planejamento tributário no cotidiano de uma empresa, incluindo o setor atacadista. A elisão fiscal, que é a redução da carga tributária, dentro da legalidade, seja por permissão expressa, seja por brechas e lacunas no texto legal, é a questão principal a ser buscada em uma gestão fiscal.

Redefinir a estrutura interna da empresa, bem como modificar alguns modelos de atuação, evitará a incidência em fatos geradores de tributos, sendo uma maneira eficiente de corte de gastos. O conhecimento e a análise do que é previsto em lei, proporciona a possibilidade de se elaborar novas formas de reduzir regras e valores de impostos, de acordo com a ação empresarial, no momento de exercer suas atividades.

A construção de planos de gestão otimiza o emprego dos recursos da empresa, possibilitando sua organização, como também o planejamento da melhor forma de recolhimento de tributos, redução de valores, e também a hipótese de retardar o pagamento, considerando os limites legais como ponto primordial.

Recorrer aos serviços de contadores especializados na elaboração de planejamentos tributários garantirá o sucesso e a saúde do negócio, adotando uma política de redução de custos e aproveitamento de hipóteses de concessão de benefícios e isenções fiscais, aumentando o capital disponível para investimentos na própria empresa, visando melhorias e aquisição de autoridade no mercado, por meio da consolidação da marca. O caminho mais simplificado para atingir este objetivo é valendo-se dos serviços prestados por uma franquia especializada em práticas contábeis.

O que vem a ser o planejamento tributário preventivo

Tendo por sua essência a prevenção, o planejamento tributário preventivo é constituído de regras e diretrizes que buscam evitar perdas e danos para a empresa e seus integrantes, através de um plano integrado de questões a serem evitadas, de acordo com as metas estipuladas. O planejamento tributário preventivo caracteriza-se pela segurança na atuação, prevendo o que pode sair fora do controle, a depender da situação fática, e desde já, sanar possíveis vícios que possam surgir.

Nesta espécie de gestão fiscal, a administração do negócio vale-se de manuais de procedimentos, e orientações gerais, tanto contábeis, quanto administrativas. Desta forma, reduz-se a carga tributária da companhia, sem o risco de exposição ao Fisco, e de incorrer em multas e penalidades diversas. Prevenindo situações danosas ao negócio, maximiza-se os lucros e o crescimento no mercado, atraindo mais clientes.

A ideia de proceder com um planejamento tributário eficiente surge da necessidade de planejar a trajetória de uma empresa, considerando os riscos inerentes a um negócio, em meio a um mercado extremamente competitivo, e um público cada vez mais criterioso. Prever o que pode acontecer ao oposto do planejado é manter a atuação da companhia sempre atualizada e conforme as novas tendências do mercado.

O planejamento tributário preventivo é dinâmico, sua maior característica é estar sempre tendente à mudanças, conforme for necessário, para que se mantenha sempre atual, cumprindo seu papel de evitar situações danosas, sendo possível modificar sua estrutura, sempre que um erro for constatado.

O planejamento contábil tributário e suas repercussões

O planejamento contábil tributário consiste, basicamente, na atenção ao recolhimento de todos os tributos devidos, em dia, respeitando a legalidade e organizando a dinâmica financeira da empresa. Através de contadores, que se especializaram neste processo de planejar a gestão fiscal de um negócio, as obrigações, tanto principais, quanto acessórias, serão cumpridas, segundo os requisitos legais.
O objetivo principal desta espécie de planejamento tributário é a redução, ao máximo possível, da carga tributária da empresa, quando esta encontra-se em uma situação em que é constatada a necessidade de economizar recursos e repensar a forma como são aplicados.

O planejamento contábil tributário mostra-se então como um meio de otimizar a administração de uma companhia, proporcionando o aumento da lucratividade, gerando maior autoridade frente à concorrência, evitando, então, a ocorrência de ilegalidades, que possam desencadear em penalidades e multas, como também evitar gastos desnecessários, canalizando o capital para os investimentos que são realmente necessários.

A equipe contábil adota uma espécie de monitoramento da atividade administrativa, para que assim possa avaliar o que pode ser melhorado, trazendo resultados mais positivos. No planejamento contábil tributário, os contadores irão avaliar possibilidades de reduzir impostos através da não incidência em fatos geradores de tributos, pensando em meios de modificar procedimentos e contratos, diminuindo a carga tributária.

O planejamento tributário para o setor atacadista e a Studio Fiscal

Considerando a complexidade da atividade econômica exercida pelo setor atacadista, incluindo o planejamento tributário deste ramo, os serviços especializados de contabilidade faz-se essencial. A Studio Fiscal dispõe de uma metodologia e técnicas próprias para a realização de um planejamento tributário eficiente, compreendendo todos os setores de uma empresa, englobando todas as ações exercidas em um negócio.

O sistema Studio Audit, ferramenta desenvolvida pela Studio Fiscal, realiza o cruzamento de dados, por meio de análises combinatórias, que buscam fazer o comparativo destas informações, para a elaboração de um planejamento tributário que atenda às necessidades da empresa, levando em consideração seus pontos mais importantes.

A execução dos serviços contábeis são segmentados, de acordo com a competência, onde cada equipe de auditores ficará encarregada com atribuições específicas, dependendo do assunto a ser tratado. Esta divisão garante a qualidade e especificidade dos serviços prestados, proporcionando resultados satisfatórios.

Toda a atividade exercida pelo time de contadores será auditada, por uma equipe específica, para fins de validação do trabalho realizado, garantindo a eficácia do planejamento tributário constituído. É atuante do setor atacadista, e deseja elaborar um planejamento tributário eficiente para o seu negócio? Entre em contato conosco e conheça os diferenciais da Grupo Studio.


Jose Carlos Braga Monteiro

Detentor das empresas Studio Fiscal, Studio Law, Studio Corporate, Studio Brokers ,E-Fiscal, E-contábil e Studio Energy o Grupo Studio apresenta serviços corporativos inteligentes com uma expertise de mais de 20 anos. Presente em todo o território nacional através de seus franqueados e aliançados, o Grupo apresenta uma grande sinergia quanto aos seus modelos de negócio.