RECEBA NOSSO CONTEÚDO DE FORMA GRATUITA DIRETAMENTE NO SEU EMAIL

Grupo Studio Franquias Studio FiscalPerfil de endividamento das empresas: veja quais são os mais comuns

Perfil de endividamento das empresas: veja quais são os mais comuns

No Brasil, grande parte das empresas está com seu CNPJ negativado nos órgãos de controle de crédito. Segundo a Serasa Experian, o montante de dívidas acumulado em 2018 pelas organizações brasileiras era de R$ 123,8 bilhões.

No entanto, mais do que conferir os números totais, é importante avaliar o perfil de endividamento das empresas e entender as situações mais comuns. Por isso, preparamos este post.

A partir de agora, você compreenderá quais são os principais aspectos que envolvem o endividamento empresarial. Com isso, poderá ficar atento aos riscos e melhorar os indicadores financeiros da sua empresa. Confira!

Qual é o grau de endividamento atual das empresas?

Um levantamento do Serasa apontou que o nível médio de endividamento dos negócios brasileiros em 2017 chegou ao patamar de 46,5% dos ativos totais. A indústria foi o setor que apresentou o maior nível: 54,6% das empresas ativas.

O setor comercial veio logo depois, com 53,2%, seguido pelo setor se serviços, com 41,5% dos ativos totais. O setor primário, por sua vez, revelou-se o menos endividado, encerrando 2017 com 39,1% dos ativos totais. De lá para cá, o esforço vem sendo para reverter a situação e reduzir o grau de endividamento geral.

Quais são os perfis de endividamento mais comuns?

Conhecer os perfis de endividamento empresarial mais comuns no Brasil e suas principais características é o primeiro passo para identificar a situação da sua empresa.

É importante analisar a composição do endividamento, ou seja, a relação entre as dívidas de curto prazo e os débitos totais. O resultado é multiplicado por 100 para ter um índice em porcentagem. Quanto menor esse valor, melhor.

Por outro lado, se o índice for elevado, revela que a empresa tem um perfil de endividamento arriscado. Com base nisso, confira os perfis:

Arriscado

É formado por uma maioria de dívidas de curto prazo — normalmente, são cheques empresariais, descontos de duplicata, conta garantida, capital de giro e taxas acima da média do mercado. Nesse caso, é comum que o endividamento seja igual ou superior a 3 faturamentos mensais.

É importante salientar que essas dívidas são aquelas com data de vencimento em até 1 ano. Elas devem ser pagas com dinheiro já existente em caixa ou gerado a curto prazo.

Moderado

Tem um misto entre dívidas de curto, médio e longo prazo, além de taxas que ficam em torno da média do mercado. Nesse caso, o objetivo deve ser alongar ao máximo as dívidas mais curtas e reduzir as taxas para aliviar a pressão sobre o caixa e melhorar a liquidez corrente.

Seguro

É formado por uma maioria de dívidas de longo prazo, além de taxas abaixo da média do mercado. Tais dívidas costumam ser mais favoráveis, proporcionando ao negócio mais tempo para gerar os recursos que liquidarão esses compromissos, ou, em último caso, boas margens de negociação — se houver necessidade.

Como as soluções da Studio Fiscal podem ajudar?

Serviços de consultoria tributária e financeira podem ajudar a reduzir o endividamento, diminuir os riscos e investir de forma inteligente no crescimento da sua empresa. Veja como as soluções da Studio Fiscal podem auxiliar nesse sentido:

  • recuperação de impostos do último trimestre e ampliação de resultados;
  • revisão tributária, fazendo com que a empresa deixe de pagar mais impostos que o necessário e ganhe fôlego para reduzir o endividamento;
  • cumprimento rigoroso da legislação, evitando multas que geram endividamento;
  • tecnologia fiscal com software exclusivo de apuração de créditos fiscais, cruzando mais de 1.000 documentos para otimizar ainda mais os resultados de seu negócio.

Como vimos, o perfil de endividamento das empresas se divide em alguns tipos principais que variam de acordo com o índice de dívidas e outros fatores. Identificar o momento atual da sua companhia é importante para buscar soluções e melhorar cada vez mais seus indicadores financeiros e sua gestão tributária.

Quer o auxílio de profissionais especializados para ajudar sua empresa a driblar as dívidas e caminhar para um crescimento sustentável? Entre em contato conosco agora mesmo!


Jose Carlos Braga e Monteiro

Detentor das empresas Studio Fiscal, Studio Law, Studio Brokers e E-Fiscal, o Grupo Studio apresenta serviços corporativos inteligentes com uma expertise de mais de 18 anos. Presente em todo o território nacional através de seus franqueados e aliançados, o Grupo apresenta uma grande sinergia quanto aos seus modelos de negócio.