RECEBA NOSSO CONTEÚDO DE FORMA GRATUITA DIRETAMENTE NO SEU EMAIL

Grupo Studio Franquias Studio FiscalNova Lei de Informática deve aumentar investimentos na área

Nova Lei de Informática deve aumentar investimentos na área

A nova Lei de Informática contém algumas novidades para as empresas que utilizam deste incentivo. Sancionada em 1991, a Lei é um projeto que incentiva companhias destinadas à produção e serviços de Tecnologias da Informação. Em suma, a Lei busca possibilitar para as empresas do ramo a isenção ou diminuição do IPI no momento de adquirir equipamentos eletrônicos. Para ter acesso ao benefício às empresas precisam ter parte, ou totalidade, da sua produção realizada no Brasil, e também, incentivar pesquisas e desenvolvimento no país.

A previsão inicial era de que a Lei fosse válida ate 1999, porém a Lei mudou o seu foco para se adaptar à realidade das empresas, com esses ajustes, ficou acertado a permanência até o dia 31 de dezembro de 2029. Com o passar do tempo outras mudanças foram feitas para aprimorar a Lei em prol daqueles que desfrutam este incentivo. Em 2017, Michel Temer levantou a destinação dos recursos das empresas beneficiadas aos projetos de pesquisa e desenvolvimento. A mudança foi efetuada com o objetivo de reduzir algumas irregularidades encontradas.

Em 2020, a expectativa é de que as alterações feitas na Lei proporcionem um crescimento de 10% nos investimentos realizados na indústria brasileira, de acordo com o coordenador-geral de Negócios Inovadores do MCTIC, Henrique de Oliveira Miguel.

A maior e mais drástica mudança implementada pela Lei 13.969/19 foi a alteração do incentivo de redução do IPI. O novo benefício fiscal será aproveitado por meio de créditos financeiros que levam em conta o valor do investimento de Pesquisa, desenvolvimento e inovação das empresas – PD&I, e o valor do faturamento em produtos que cumpram as regras do processo produtivo básico (PPB) das empresas habilitadas no programa.


Redação Grupo Studio