RECEBA NOSSO CONTEÚDO DE FORMA GRATUITA DIRETAMENTE NO SEU EMAIL

Grupo StudioVarejoFraudes: Via Varejo ajusta o balanço do quarto trimestre

Fraudes: Via Varejo ajusta o balanço do quarto trimestre

Devido às fraudes identificadas pela auditoria interna, a empresa Via Varejo (VVAR3) declarou que realizará ajustes no balanço do quarto trimestre. Calcula-se que o impacto das correções seja de aproximadamente R$ 1,2 bilhão a R$ 1,4 bilhão. E ainda, a empresa também anunciou que as fraudes refletem em outras linhas do balanço.

O patrimônio líquido da empresa poderá diminuir entre R$ 800 milhões e R$ 940 milhões. A Via Vareja relata que já foram identificados alguns ajustes relevantes, de cerca de R$ 200 milhões, pertinentes a créditos fiscais e outras provisões.  A empresa está dedicada a conduzir um trabalho de identificar possíveis riscos e oportunidades.

A Via Varejo destacou no material divulgado, que irá continuar considerando todas as medidas cabíveis para acabar de vez com todas as irregularidades. Antes do anúncio, as ações da companhia lideravam as altas da Ibovespa, com mais de 8% de valorização, logo, passaram a recuar 3,1% nos ajustes depois do fechamento do mercado.

“Estima-se que o impacto combinado dos ajustes decorrentes tanto da investigação… resultará em ajustes da ordem de R$ 1,2 bilhão a R$ 1,4 bilhão nos resultados do quarto trimestre, com impacto no patrimônio líquido da companhia entre R$ 800 milhões e R$ 940 milhões”, apontou a Via Varejo.

A administração da empresa calcula que os ajustes retratados não devem causar de maneira adversa ou relevante seu fluxo de caixa, a condição financeira e operacional ou sua capacidade de honrar seus compromissos. A Via Varejo já iniciou uma terceira fase de investigação, mas não sabe ainda quando poderá ser efetivada.

Ademais, a Via Varejo declarou que apanhou créditos fiscais de aproximadamente R$ 600 milhões pertinentes a PIS/Cofins e ICMS que encontram-se sob avaliação de auditores independentes da empresa, proprietárias das bandeiras Ponto Frio e Casas Bahia.


Redação Grupo Studio