RECEBA NOSSO CONTEÚDO DE FORMA GRATUITA DIRETAMENTE NO SEU EMAIL

Grupo Studio Franquias Studio FiscalCoronavírus: momento de repensar o planejamento tributário

Coronavírus: momento de repensar o planejamento tributário

Com as imensas mudanças causadas pelo novo coronavírus no cotidiano das empresas, é preciso refazer o planejamento tributário.

Este levantamento é realizado uma vez ao ano e nele consta as informações da receita bruta auferida, despesas incorridas, lucro do ano e todas as informações relevantes para projetos o resultado do ano seguinte. Por tudo isso, é fundamental escolher o melhor regime de tributação para o ano que está por vir.

Em diversos casos, em consequência dos lucros ou despesas passíveis de crédito de PIS e Cofins, o lucro presumido acaba se mostrando mais benéfico.

No entanto, nesse momento em que o país está atravessando devido à pandemia, com as receitas estacionadas e as despesas fixas rolando, é inevitável não ter um impacto direto no lucro – o que justifica uma apuração pelo lucro real em 2020.

Apesar de o lucro real não se mostre o regime tributário com mais vantagens, mesmo perante o contexto do coronavírus, existe outra questão que precisa ser levada em consideração que é a tributação pelo regime de Caixa ou Competência, no lucro presumido, visto que, enquanto no primeiro eu tributo apenas quando receber, no segundo eu tributo quando auferir a receita.

A escolha do Caixa ou Competência é fundamental no fluxo de caixa das firmas, ainda que não altere a efetiva carga tributária. Enquanto a comparação entre lucro presumido ou real, com base nos novos levantamentos estimados após a pandemia, podem ser determinantes no total a pagar, e podem ser objeto de “replanejamento” ainda em 2020, caso a empresa ainda não tenha recolhido nenhuma guia de IRPJ e CSLL.

Fonte: Estadão


Redação Grupo Studio