RECEBA NOSSO CONTEÚDO DE FORMA GRATUITA DIRETAMENTE NO SEU EMAIL

Grupo Studio Franquias Studio FiscalCarga tributária: entenda como funciona e como reduzir na prática

Carga tributária: entenda como funciona e como reduzir na prática

Você deve ouvir falar bastante sobre a complexidade da carga tributária no Brasil, mas é no orçamento da empresa que realmente sente quais são seus efeitos. E, acredite, às vezes nem assim temos a noção exata do quanto esse custo prejudica as finanças.

Para se ter uma ideia, apenas para cumprir obrigações tributárias, as empresas gastam em média 1.958 horas e cerca de 1,5% do faturamento, por ano.

Já é impactante, não é mesmo? Só que esses custos referem-se, apenas, ao cumprimento das obrigações, isto é, às despesas com pessoal e softwares de processamento das informações tributárias.

Quando falamos em carga tributária,  precisamos considerar a quantia total direcionada para o pagamento de impostos. Agora, some os custos para cumprir as obrigações mais os valores efetivamente pagos — ou seja, é uma conta bastante pesada.

Pensando nisso, leia o nosso artigo e entenda melhor o que é e como reduzir a carga tributária.

O que é carga tributária?

De acordo com a definição usada pela Receita Federal, “carga tributária é uma relação entre a soma da arrecadação federal, estadual e municipal e o Produto Interno Bruto (PIB)”. Dessa forma, é necessário, primeiro, conhecer o total arrecadado pelo país e o seu PIB.

Em 2017, a arrecadação nos três níveis de governo chegou a R$ 2,17 trilhões, segundo o Impostômetro. O PIB, por sua vez, alcançou a marca de R$ 6,6 trilhões, conforme apuração do Instituto Brasileiro de Economia e Estatística (IBGE). Então, qual foi a carga tributária em 2017? Basta fazer o seguinte cálculo:

carga tributária = arrecadação / PIB x 100

Em 2017, portanto:

carga tributária = 2,17 / 6,6 x 100

carga tributária = 32,87%

Esse é um percentual compatível com o dos anos anteriores. Em 2016, a carga foi de 32,38% e em 2015, de 32,11%, de acordo com as apurações da Receita Federal.

 

Universidade Grupo Studio: clique aqui e conheça o curso prático de IRPJ/CSLL: Lucro Real e Presumido

 

Como reduzir a carga tributária na prática?

A questão central é: será que é possível reduzir a carga tributária? A resposta é sim e existem diferentes opções. Vamos destacar as 3 principais a seguir:

1. Planejamento tributário

O planejamento tributário é o procedimento conhecido também como elisão fiscal. Consiste na avaliação de mecanismos legais para tentar reduzir o peso dos impostos. Isso é possível a partir da identificação de benefícios fiscais previstos em lei ou por meio de lacunas jurídicas.

2. Enquadramento tributário

Todos os anos, as empresas podem escolher o regime tributário ao qual se enquadraram no ano-calendário. Essa análise, se bem-feita, pode reduzir significativamente a carga tributária. Compare!

Simples Nacional

O modelo do Simples Nacional contempla apenas empresas com faturamento de até R$ 4,8 milhões por ano. Nele, todos os impostos são reunidos em um único tributo a pagar. As alíquotas variam de acordo com as faixas de receitas, com percentuais que vão de 6% a 33%.

Lucro Real

O Lucro Real é o regime em que a alíquota incide sobre o lucro. Assim, se a empresa opera em prejuízo, não há imposto a recolher. A alíquota para o Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ) é 15% sobre o lucro ajustado. Há, ainda, a Contribuição Sobre Lucro Líquido (CSLL), com alíquota de 9% sobre o lucro ajustado.

Lucro presumido

No Lucro Presumido, a empresa já sabe quanto vai pagar, pois o percentual sobre a base de cálculo já está definido. Isso quer dizer que, independentemente do lucro obtido, deverá arcar com a alíquota definida, que varia de 1,6% a 32% sobre o faturamento, dependendo da atividade.

3. Impostos a recuperar

Impostos a recuperar  são créditos decorrentes de tributos aos quais a empresa tem direito ou por ter recolhido a mais ou por ter deixado de usufruir de benefícios fiscais. Ou seja, é possível solicitar a recuperação desses valores como créditos a serem abatidos.

Como você pode perceber, existem diferentes estratégias para reduzir a carga tributária em sua empresa. Basta escolher a opção que melhor se adequa às suas necessidades.

Agora que você já sabe como reduzir a carga tributária na sua empresa, continue em nosso blog e aprenda como usar o autofinanciamento em favor do seu negócio.


Redação Grupo Studio