RECEBA NOSSO CONTEÚDO DE FORMA GRATUITA DIRETAMENTE NO SEU EMAIL

Grupo StudioStudio EnergySetor de Manufaturados registra nova alta anual no consumo de energia

Setor de Manufaturados registra nova alta anual no consumo de energia

Devido à flexibilização das medidas de isolamento em função do novo coronavírus, o mercado começou a dar os primeiros sinais de recuperação. Desde junho, o volume de vendas do comércio varejista, por exemplo, retomou o nível pré-pandemia – registrou uma alta de 0,1% em comparação a fevereiro, de acordo com dados do IBGE – e o consumo de energia, visto como um dos termômetros da economia, também indica retomada: aumento de 7,7% em julho no acumulado em comparação ao mês anterior. É o que revela o Índice Comerc, que desde 2005 vem apurando o consumo de energia nos 11 principais setores econômicos.

Entre os setores econômicos acompanhados, dez entre os onze, fecharam o mês em alta no consumo de energia. Se comparado com julho de 2019, cinco setores registraram alta. Sendo eles: Manufaturados (13,56%), Química (7,01%), Materiais de Construção (5,79%), Alimentos (3,98%) e Papel e Celulose (2,7%).

Depois de passar por uma variação nos últimos 12 meses, eles registraram uma queda brusca em março em abril, todavia, logo retomaram seus números de costume no consumo de energia. Dentre todos os setores, Papel & Celulose foi o que mais se destacou no primeiro semestre deste ano. Além do recuo de 6,6% na produção nacional de celulose em 2019, a alta procura por papéis para fins sanitários e embalagens elevou a demanda por celulose em todo o mundo, ajudando o setor a ir na contramão da crise”, avalia Marcelo Ávila, vice-presidente da Comerc Energia.

Fonte: Feiras Industriais


Redação Grupo Studio