RECEBA NOSSO CONTEÚDO DE FORMA GRATUITA DIRETAMENTE NO SEU EMAIL

Grupo StudioStudio EnergyCCEE revela que consumo de energia elétrica deve voltar ao nível de 2019 este mês

CCEE revela que consumo de energia elétrica deve voltar ao nível de 2019 este mês

De acordo com a CCEE, o consumo nacional de energia elétrica deverá retomar no mês de setembro os mesmos números de 2019 – apontando que o setor, nesse quesito, superou os impactos da pandemia.

No mês de agosto, o consumo nacional de energia ficou 0,3% abaixo na comparação com o mesmo período do ano passado. Na soma dos meses de abril e maio, o período mais acentuado da crise, o consumo caiu -11,5% em comparação com 2019.

De janeiro a agosto, o consumo acumula redução de -4,1%, ou 2.563 MW médios menos do que foi em igual período em 2019. Segundo a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), o país deve encerrar o ano com uma retração de -3% no consumo em relação ao último ano.

O presidente da CCEE, Rui Altiei, revela que todos os segmentos já economia já estão em fase de retomada, seja no ambiente regulado ou livre, fortalecendo a percepção de retomada da atividade econômica após o afrouxamento das medidas de isolamento social no país.

O consumo no mercado livre em agosto foi de 18.998 MW médios, contra 19.926 MW médios em agosto de 2019.  Em oito meses do ano, o mercado acumula uma retração no consumo de 1,3% na comparação com o ano passado, enquanto no mercado regulado, queda de – 5,3% na comparação com igual período de 2019.

Ainda de acordo com o levantamento, o consumo de agosto, no mercado livre, setores como bebidas, minerais não metálicos, saneamento, metalurgia e alimentos já apresentam consumo superior ao limite de 2019, considerando ou não o efeito de migrações de cargas de um ambiente para o outro.

“Nossa expectativa é que a partir de setembro e outubro todos os setores fiquem no mesmo patamar do ano passado. Como um todo, não tenho dúvida de que o setor elétrico já superou 2019 ou igualou”, pontuou Altieri.

Fonte: Canal Energia


Redação Grupo Studio