RECEBA NOSSO CONTEÚDO DE FORMA GRATUITA DIRETAMENTE NO SEU EMAIL

Grupo StudioStudio CorporateRedução de custos: Tenha uma vantagem competitiva com uma análise contábil correta

Redução de custos: Tenha uma vantagem competitiva com uma análise contábil correta

Ninguém está livre de executar um plano de redução de custos em sua empresa!

No mundo dos negócios não dá para se aventurar sem um bom planejamento. Esse cenário é um verdadeiro “salve-se quem puder”, já que diversos fatores podem implicar para sucesso e o fracasso.

Graças a isso, e os altos valores tributários, várias empresas acabam se vendo diante de uma situação difícil, onde reduzir qualquer tipo de custo se torna necessário. Quando esse momento chegar, você deve estar preparado para achar uma saída eficiente e que não prejudique seu negócio.  Confira abaixo algumas dicas para economizar de forma consciente e produtiva!

Redução de custos: vantagem com uma análise contábil

Uma redução de custos efetiva pode se tornar um grande vantagem a partir de uma análise contábil. Para que isso aconteça, é importante começar detalhando todos os custos e despesas gerados pela sua empresa.

Procure identificar todos os itens que podem agregar valor para o seu cliente. Além disso, é preciso eliminar todo e qualquer processo que não traga uma resposta positiva.

Faça uma boa varredura em todos os processos que não tem se desempenhado com êxito.

Dentro disso, ainda inclua uma análise com informações do sistema de gestão adotado dentro pela a empresa. Assim, terá uma visão mais clara de desempenho.

Serviços Essencias Para a Gestão Financeira e Societária do Seu Negócio

Indicadores financeiros

Ainda dentro dessa observação para ajudar na redução de custos, é indicado que conte o auxílio dos indicadores financeiros. Com isso, você pode acompanhar cada evolução dos custos e se concentrar nos resultados representativos em relação a receita.

Outra informação para ficar de olho é o regime tributário, que pode ser um fator para entrar em redução.   Não deixe esse item fora da avaliação! Quando se trata de economia, cada trâmite interno e externo deve ser estudado.

Como fazer a redução de custos?

Fazer uma redução de custos não é uma tarefa muito fácil, principalmente em companhias com um número grande de funcionários.  De toda a forma, quando esse momento chegar, é bom estar preparado para tomar medidas eficientes o mais rápido possível.

Confira abaixo o que fazer para ter uma boa redução de custos sem prejudicar o estabelecimento:

Elabore uma análise dos custos

A primeira orientação para conseguir fazer uma boa redução de custos é construir uma análise com todos os custos. Tire um tempo para conferir tudo que é gasto na empresa. É uma tarefa que exigirá paciência e um longo período de duração, mas com certeza será muito útil.

Até porque nem sempre é possível conferir com calma todos os gastos durante o dia a dia. Caso o controle financeira não permita fazer a devida análise, você pode optar pelo Demonstrativo de Resultado do Exercício (DRE) entregue pelo contator.

Se ele for feito corretamente, o relatório irá apresentar, de forma agrupada, todas as despesas do período, o que torna tudo mais fácil.

Adote um banco de horas

Se o local estiver com uma situação mais crítica, a alternativa mais viável é diminuir o quadro de funcionários.  Mas, ao mesmo tempo que essa ação pode ser benéfica, ela também pode complicar ainda mais a situação, já que pode gerar grandes custos.

Dentro disso, é indicado que adote um sistema de banco de horas, que pode auxiliar um pouco no processo.  Apenas tome cuidado para não se precipitar. Em casos como esse, o mais indicado é falar com o seu contador.  Ele poderá analisar  as regras de convenção coletiva e orientar como fazer um controle conforme as normas legais.

Envolva os funcionários

Mesmo que seja uma decisão difícil, envolva a equipe de funcionário quando for reduzir custos.   Ninguém gosta de ser pego de surpresa, muito menos quem realmente precisa de um emprego para se manter.

O jogo se torna muito mais limpo quando os gestores comunicam os funcionários sobre a situação e necessidades da companhia.  Inclusive, o comunicado pode até gerar ideias produtivas para ajudar no momento de necessidade.  

Mesmo que pareçam pequenas, existem ações que podem gerar resultados bem positivos, como:

  • Redução da utilização de copos ou colheres descartáveis, utilizando materiais de vidro, inox ou qualquer outro material que possa ser lavado;
  • Redução dos gastos com energia elétrica, apagando as luzes de ambientes sem utilização e aproveitando melhor a luz solar;
  • Conscientização da utilização de outros materiais.

Revise o regime tributário

Não tem como negar que no Brasil são pagos altos valores tributários. Mas ainda tem como trabalhar com algumas alternativas mais acessíveis.

A partir do enquadramento tributário é possível analisar onde a sua empresa se encaixa melhor.
Dentro disso, são disponibilizados 3 modelos: Simples Nacional, o Lucro Presumido e o Lucro Real.

Tente simular as informações do empreendimento nas três opções e veja se o local pode ser inscrito no que possui a menor carga tributária.
Outras medidas além dessas também podem ser adotadas, tudo vai depender da percepção da sua análise.

Mais uma vez é indicado que procure o seu contador para tomar a medida mais eficiente.
A mudança de enquadramento tributário pode ser um pouco incômodo em alguns casos, é preciso correr atrás de alguns trâmites, então busque a ajuda de um profissional capacitado.

Por que a redução de custos é importante?

Todo o crescimento de um negócio vai depender do quanto ela arrecada e do quanto ela gasta com produção.

Se o local vender muito, conquistar o seu cliente, mas não tiver um bom lucro, ou acabar ultrapassando o valor arrecadado, é um sinal de que ela não está na direção certa.

Caso a operação dela seja como a que foi citada acima, que ela não está crescendo.  Sendo assim, a redução de custos não é o principal pilar de um corporação. É um ponto importante sim, mas não é tudo.

Antes mesmo de ir correndo atrás de uma maneira de economizar, tente compreender a fundo a sua gestão de custos. Não vai adiantar elaborar todo um plano de economia de custos se não o impacto for muito raso.  Ou, ainda, mudar processos que reduzem a qualidade dos serviços ou dos produtos. Seja perspicaz e estude seu desempenho e necessidade.

O que são despesas?

As despesas são todos os valores que acabam sendo gastos com serviços ou produtos voltados para a manutenção de atividades para a companhia.

Ou seja, é tudo aquilo que o local precisa para executar o trabalho conforme o seu padrão.  Dentro disso também se enquadram as ações e iniciativas para obter receita através de vendas de produtos, como compra de materiais de escritório e semelhantes.

O que diferencia despesas de custos?

A primeira coisa a se fazer para saber diferença entre ambos é tentar identificar se houve algum tipo de impacto no estoque. Caso isso tenha acontecido, significa que é um custo. Mas, se nada mudar, quer dizer é uma despesa.

Ou seja, se uma loja, por exemplo, deixar de pagar a comissão de um dos funcionários, isso terá impacto direto na receita, já que o vendedor poderia não se esforça tanto na venda.

Mas, se tivesse um corte na compra de camisetas, não seria necessário vender esse produto, por exemplo.  Desta forma, a comissão fica sendo uma despesa e a compra da roupa um custo.Quer reduzir os custos do seu negócio com uma análise contábil eficiente? Entre em contato com o Grupo Studio.


Jose Carlos Braga e Monteiro

Detentor das empresas Studio Fiscal, Studio Law, Studio Brokers e E-Fiscal, o Grupo Studio apresenta serviços corporativos inteligentes com uma expertise de mais de 20 anos. Presente em todo o território nacional através de seus franqueados e aliançados, o Grupo apresenta uma grande sinergia quanto aos seus modelos de negócio.