RECEBA NOSSO CONTEÚDO DE FORMA GRATUITA DIRETAMENTE NO SEU EMAIL

Grupo Studioe-ContábilQuais as semelhanças entre a contabilidade gerencial e financeira

Quais as semelhanças entre a contabilidade gerencial e financeira

Sendo uma ferramenta obrigatória e indispensável para a administração de toda empresa, de acordo com a Lei n° 6.404/76, a contabilidade faz-se presente no cotidiano de toda e qualquer companhia, viabilizando suas atividades, através do controle patrimonial, contabilização de recursos, controle de entradas, saídas, e fluxo de caixa, entre outras atribuições. Dentro dessa área, você sabe o que é contabilidade gerencial e financeira

Tratam-se de duas ferramentas importantes para a gestão do negócio, mas com funções diferentes. Enquanto uma se destina a fornecer informação financeira aos gestores do negócio, a outra interessa a terceiros envolvidos com a empresa. Continue a leitura para entender melhor as diferenças e semelhanças entre contabilidade gerencial e financeira. 

A contabilidade como ferramenta de gestão administrativa e econômica de um negócio

É importante entender que por meio das práticas contábeis, é possível analisar o desempenho da empresa, elaborar planos de atuação, definir os próximos objetivos do negócio, além de realizar melhorias e corrigir vícios e falhas que possam ocorrer. Todas as movimentações financeiras passarão pela fiscalização da equipe contábil, garantindo o cumprimento das obrigações, a construção de um planejamento tributário que vise reduzir os impostos devidos, além de outros benefícios fiscais.

Por meio de relatórios e demonstrativos, os serviços feitos pela equipe de contadores, facilitará a tomada de decisões importantes para o futuro da empresa, como também irá viabilizar a análise do momento presente do negócio, por meio de indicadores financeiros e fiscais, que refletem a situação atual de uma companhia no mercado econômico.

Portanto, a contabilidade é indispensável para construir um planejamento operacional e funcional da companhia, considerando suas possibilidades e dificuldades. A aplicação prática dos serviços contábeis permite que a companhia se torne mais preparada para a competitividade do mercado, adquirindo autoridade e autonomia, sendo um requisito essencial para empresas sólidas e bem geridas.

Características da contabilidade gerencial

A contabilidade gerencial é uma modalidade voltada à atender, especificamente, administradores e dirigentes de uma companhia. Também chamada de contabilidade de gestão, ela determina o plano principal de gestão e administração dentro de uma organização, servindo de base para que gestores decidam sobre as ações e medidas a serem adotadas. Por meio da contabilidade gerencial, a companhia mantém-se atualizada, em conformidade com as novas tendências do mercado.

Os relatórios da contabilidade gerencial são feitos periodicamente, de acordo com novos pontos e questões que devem ser estudados e analisados. Eles devem ressaltar as práticas de maior relevância frente ao mercado financeiro, proporcionando resultados mais satisfatórios ao negócio. 

Dada sua finalidade principal, a contabilidade gerencial possui algumas características próprias. Ela tem caráter diferenciador, que define quais tipos de informações contábeis serão relevantes para estarem nos relatórios, que possuam, de fato, alguma repercussão na administração do negócio.

Outra característica é a de ser uma ferramenta flexível, sem regras para se seguir. Ela busca construir cenários futuros, e prever as possibilidades que uma empresa tem. Assim, os gestores podem utilizá-la para ter uma avaliação orçamentária e entender quais medidas serão tomadas para se atingir determinados objetivos.

Portanto, é evidente que a contabilidade de gestão torna os procedimentos internos da companhia mais eficientes. Ela fornece projeções para o futuro da empresa com base nas atividades e ações que vêm sendo exercidas ao longo dos anos. 

O profissional responsável pela contabilidade gerencial é o controller, ou controlador. É ele quem indicará aos gestores, por meio dos relatórios, as melhores decisões a serem tomadas com base nos resultados obtidos. O controller, então, interpreta os dados, apresenta os pontos fortes e fracos da empresa e analisa cenários e propõe soluções. 

Características da contabilidade financeira

Enquanto que a contabilidade gerencial oferece um feedback aos gestores da empresa, a contabilidade financeira tem a função de fornecer dados e informações fiscais e financeiras da companhia, para terceiros, sejam eles, sócios, acionistas, credores, investidores, clientes, entre outros.

Ela registra toda a dinâmica tributária e econômica da empresa, demonstrando o cumprimento das obrigações fiscais, transações financeiras realizadas, entradas, saídas e fluxo de caixa. Dessa forma, fica registrada a atual situação contábil do negócio, informações úteis aos atuantes do mercado financeiro.

Diferentemente da contabilidade gerencial, a contabilidade financeira precisa seguir regras e diretrizes previstas em lei, principalmente no texto legal tributário. Sendo assim os contadores responsáveis pela contabilidade financeira devem, obrigatoriamente, apresentar três relatórios essenciais: 

  • demonstrativo do fluxo de caixa;
  • balanços patrimoniais e balancetes;
  • demonstrativos de resultados de exercício.

Apesar de sua essência externa, a contabilidade financeira também possui utilidade para os administradores do negócio, que devem se atentar às questões que vão além da simples gestão empresarial. Desta forma, analisando a dinâmica fiscal e a logística orçamentária, os gestores também poderão basear decisões importantes, conforme o que for demonstrado nos relatórios e balanços. 

Importante ressaltar que a contabilidade financeira encarrega-se de registrar e contabilizar apenas as transações de natureza financeira, que é a sua função primordial.

Seus relatórios são objetivos, sempre em conformidade com as normas estabelecidas, permitindo que seja procedida a auditoria interna das ações tributárias e orçamentárias, garantindo que a companhia mantenha sua postura e atuação em consonância com a legislação. Além disso, a contabilidade financeira adota uma atividade baseada no histórico da empresa, se encarregando de transações e movimentações que já ocorreram.

 

Principais atribuições da contabilidade financeira

Como possui suas práticas descritas pela lei, a contabilidade financeira possui algumas atribuições principais, que são essenciais para as declarações feitas ao Fisco.

Balanço patrimonial

Responsável pelo controle de ativos e passivos, o balanço patrimonial equilibrado garante a equivalência entre créditos e débitos. Analisa-se a situação do patrimônio da empresa, de seus bens, ativos e, além disso, as dívidas e obrigações para com terceiros. Os resultados do balanço patrimonial demonstrarão a situação fiscal e financeira da companhia, se esta encontra-se com suas obrigações em dia, ou se está em estado de insolvência.

Com esta visão ampla do negócio, é possível avaliar o emprego dos recursos, o retorno financeiro, e planejar melhorias para a logística orçamentária da companhia, otimizando os gastos. O balanço patrimonial reflete também a situação da empresa frente ao mercado, possuindo informações úteis para investidores e sócios.

Demonstrativos de fluxo de caixa

Dada as constantes entradas e saídas de capital da empresa, é fundamental que haja o controle destes valores, que compreendem todas as transações e movimentações financeiras realizadas diariamente pela companhia.

Com os demonstrativos de fluxo de caixa, avalia-se o poder econômico do negócio, permitindo que sejam estipuladas novas metas de crescimento, além de ser uma medida de controle de capital. Com um demonstrativo de fluxo de caixa completo, é possível garantir o fechamento do balanço patrimonial e dos balancetes, dado o controle das entradas e saídas do caixa.

Demonstrativos de resultados de exercício

Compreendendo questões financeiras e operacionais, o demonstrativo de resultados de exercício (DRE) descreve toda a atividade exercida pela empresa em um período de tempo específico, para que seja possível averiguar se houve prejuízo, ou não.

Para atender aos requisitos legais, o DRE deverá ser feito uma vez por ano. Porém, para análises com o intuito de melhorar a gestão financeira e funcional da empresa, poderá ser feito mensalmente, ou conforme a administração da companhia julgar necessário.

Planejamento tributário

Por já ter se tornado uma obrigação de todo gestor, sendo dever inerente à administração de um negócio, a elaboração de um planejamento tributário encaixa-se no âmbito de atuação da contabilidade financeira. Levantar os tributos a serem recolhidos, garantir o cumprimento de todas as obrigações fiscais, bem como reduzir a carga tributária, por meio da elisão fiscal, são alguns dos resultados buscados através da aplicação de uma gestão fiscal efetiva.

Por meio de sua aplicabilidade, será possível também determinar se a empresa está, ou não, enquadrada no regime de tributação mais adequado, além de apontar mudanças que sejam necessárias para a continuidade do negócio.

Diferenças de objetivos entre contabilidade gerencial e financeira 

A contabilidade geral e gerencial são imprescindíveis para o sucesso de qualquer negócio, mas há uma diferença clara entre elas: a financeira é obrigatória e a gerencial é uma ferramenta de gestão que pode ou não ser utilizada. Então, fazer a contabilidade de gestão torna-se uma escolha, mas ela deve existir em todo negócio que deseja manter-se competitivo no mercado. 

Ainda que a contabilidade financeira forneça dados importantes para a elaboração de planejamentos, o papel do controller na modalidade gerencial é de ajudar na tomada de decisões estratégicas. Ele apresenta análise de mercado, de tendências e uma busca por ações que visam o sucesso da empresa. A contabilidade financeira está preocupada em documentar a situação atual do negócio. 

Semelhanças entre a contabilidade gerencial e financeira

Embora, inicialmente, as contabilidades gerencial e financeira possuam funções distintas, encontram-se também semelhanças, que atrelando-as, potencializa a gestão do negócio, proporcionando maiores lucros. Mesmo que voltadas para públicos diferentes, a utilização de ambas as contabilidades, gerencial e financeira, auxiliam tanto na tomada de decisões internas, baseadas nos resultados obtidos, quanto para os potenciais investidores e futuros sócios, refletindo a imagem que a empresa representa no mercado.

A junção de funções das duas espécies de contabilidades permitirá a constituição de um planejamento tributário eficiente, tanto no viés da contabilidade financeira, como uma obrigação de todo negócio, quanto para o viés gerencial, maximizando os lucros, reduzindo a carga tributária. Atribuir à contabilidade financeira uma função de natureza gerencial, é conferir à ela aplicação prática para o cotidiano da empresa, através de uma perspectiva, não apenas exata, mas também funcional.

Deseja entender mais sobre as semelhanças entre contabilidade gerencial e financeira, aprofundando conhecimentos? Assista ao nosso webinar sobre semelhanças entre contabilidade gerencial e financeira, e fique por dentro das soluções para a nova economia.


LEIA MAIS: 

Assista mais: 


José Carlos Braga Monteiro

CEO do Grupo Studio. Advogado especialista em Direito Tributário e Econômico, lidera a maior rede de franquias e soluções corporativas inteligentes do Brasil, há mais de 20 anos.