RECEBA NOSSO CONTEÚDO DE FORMA GRATUITA DIRETAMENTE NO SEU EMAIL

Grupo StudiowebinariosEmpresário: entenda o seu balancete

Empresário: entenda o seu balancete

Diferença entre balancete e balanço

Ambos são demonstrativos contábeis, mas há detalhes que geram diferenciação:

  • O balancete não é obrigatório e é feito para analisar os saldos, fazer fechamentos. Identifica saldo anterior, movimentação a débito e a crédito e o saldo final
  • O balanço é obrigatório, fechado e não oferece possibilidade de modificação das contas

Importância do balancete

Empresários por vezes recebem seus balanços e seus demonstrativos e não conseguem analisar com profundidade, o que geraria uma capacidade de imprimir a gestão estratégica de maneira mais efetiva.

“Com o controle mensal do balancete, é possível tomar decisões mais rápidas para corrigir problemas ou discrepâncias nas informações levadas à contabilidade. O prazo que a legislação impõe é anual, mas para o empresário a tomada de decisão precisa ser mais rápida, o que só é possível através do balancete”, avalia a profissional contábil Paloma Gonçalves.

Simples Nacional

Empresas do Lucro Real precisam elaborar balancetes para calcular sua base do Imposto de Renda e da Contribuição Social. Já empresas do Simples Nacional são obrigadas a fazer apenas o balanço anual, mas a análise de um balancete detalhado pode contribuir para ajustes financeiros e contábeis que podem ser imprescindíveis para empresas de menor porte.

Nesse sentido, empresários de menor porte precisam pensar no futuro: o controle contábil ajustado desde o início é importante para que, nos momentos de crescimento, mesmo as mudanças de regime sejam pensadas e feitas de maneira correta.

Assista ao webinário “Empresário: entenda seu balancete” na íntegra:


Leia mais:

Assista também:


Redação Grupo Studio