RECEBA NOSSO CONTEÚDO DE FORMA GRATUITA DIRETAMENTE NO SEU EMAIL

Grupo Studio Franquias Studio BrokersPandemia: setor de tecnologia se prepara para retomada de fusões e aquisições

Pandemia: setor de tecnologia se prepara para retomada de fusões e aquisições

Após as mudanças no mercado financeiro no fim do primeiro trimestre devido aos efeitos da pandemia com empresas e fundos financeiros adiando negociações, diversos setores começam a demonstrar segurança para planejar fusões e aquisições e já avistam 2021.

Um dos setores que está preparando a retomada é o de tecnologia da informação (TI), software e inovação foi dos que se beneficiaram com a crise. “O mercado de tecnologia é um mercado em crescimento acelerado, não só no Brasil, mas em todo o mundo. Foi fortemente beneficiado pela crise, já que as pessoas e as empresas passaram a utilizar mais a tecnologia nas suas atividades”, diz Leonardo Dell’Oso, sócio da consultoria PwC Brasil.

Ainda segundo declarações de Dell’Oso, o momento é favorável para o setor e para outros que ganharam com a crise, como farmacêutico, logística, varejo eletrônico, alimentação e agronegócio.

De acordo com dados levantados pela PwC, o ramo de tecnologia da informações somou 172 transações no ano, o que representa um aumento de 26% no comparativo com 2019. Serviços auxiliares totalizaram 40 e públicos 28. O último anotou uma baixa de 36% apenas em um ano.

Para Dell’Oso, novos negócios e empresas startups são criados diariamente e tornam-se alvo de investidores que buscam possibilidades de altos ganhos em curto espaço de tempo. “A taxa de mortalidade das startups de tecnologia é alta, assim como o risco para o investidor, mas se uma dessas empresas prospera, o potencial de crescimento e de retorno do investimento é bastante alto”, pontua.

Retomada do setor

Segundo o presidente do Sindicato da Indústria de Softwares e de Tecnologia da Informação de Minas Gerais (Sindinfor), os números são favoráveis. Segundo ele, mesmo com uma ligeira queda no faturamento em relação ao ano passado, o crescimento dos negócios de algumas empresas tem superado o nível normal, que aproveita ao máximo todo o setor. Ele enfatizou: “Muitas negociações foram adiadas até que os empresários, o private equity e as condições de mercado se tornem mais claras”.

Todavia, transações ligadas a soluções para saúde (healthtechs) e telecom, aumentaram 7% durante esse período devido aos serviços que eram extremamente necessários durante a pandemia. Os dados vêm do boletim Transacional Track Record (TTR).

“Em nosso entendimento, o momento é de preparação das empresas de tecnologia para uma retomada das transações de fusões e aquisições no 4º trimestre de 2020, visto que os principais efeitos da Covid-19 já foram precificados e avaliados pelos compradores”, afirma o presidente do Sindinfor. “Também há uma grande liquidez nos mercados nacional e internacional, o que pressiona quanto à necessidade de fazer os aportes de novos investimentos no setor nos próximos meses e início de 2021”, completa.

Fonte: Segs


Redação Grupo Studio