RECEBA NOSSO CONTEÚDO DE FORMA GRATUITA DIRETAMENTE NO SEU EMAIL

Grupo StudioStudio AgroPIB do agronegócio registra quarta alta consecutiva

PIB do agronegócio registra quarta alta consecutiva

O PIB do agronegócio brasileiro seguiu em alta no mês de abril – quarto mês de avanço seguido. Segundo dados levantados pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada da Esalq/USP, feitos em conjunto com a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), em abril, o crescimento alcançou a marca de 0,36%.

Esse foi o menor crescimento mensal em 2020 devido aos efeitos da pandemia. Mesmo assim, o aumento no montante do primeiro quadrimestre do ano subiu para 3,78%. Entre os setores do agronegócio, o agrícola registrou uma queda de 0,19% em abril, no entanto, acumula um avanço de 1,72% no ano. Já o ramo da pecuária cresceu 1,45% durante o mês e 8,01% no ano.

De acordo com o Cepea, o segmento primário seguiu firme em termos de crescimento, com alta de 2,21% em abril. A agroindústria, que foi o setor mais afetado com pandemia, sofreu um recuo de 1,08% no mês.

Na agroindústria, com as medidas relacionadas à pandemia, o mês de abril ficou marcado por uma grande queda na produção para atividades como móveis, produtos de madeira, biocombustíveis, têxteis, vestuário e bebidas.

Já a agroindústria de base pecuária, seguiu crescendo. De acordo com analistas do Cepea, durante abril, a demanda doméstica por carne bovina seguiu estável e as exportações mantiveram-se fortes.

Apesar dos efeitos da Covid-19, o ramo de agroserviços também seguiu firme em abril e acumulou elevação no quadrimestre. Resultado que se justifica pelo fato que não ocorreu paralização do agronegócio e a distribuição e abastecimento de alimentos para os supermercados fluiu normalmente.

Fonte: Canal Rural


Redação Grupo Studio