RECEBA NOSSO CONTEÚDO DE FORMA GRATUITA DIRETAMENTE NO SEU EMAIL

Grupo StudioNotíciasStartup californiana quer transformar loja de carros na Tesla

Startup californiana quer transformar loja de carros na Tesla

Boa parte das revendedoras de automóveis gostaria de vender online, mas essa não é uma tarefa fácil para o segmento. Uma transação do início ao fim do e-commerce de veículos exige uma plataforma digital que não deixe o carro apenas bonito, mas que possua uma ligação com sistema de gestão de estoque, modelos complexos de precificação, avaliação de veículos, dados como valor de entrada e instituições financeiras.

Aproximadamente 17.000 concessionárias dos Estados Unidos, é composta por empresas pequenas sem os recursos digitais necessários para construir esse mecanismo de internet, segundo a Associação Nacional de Revendedoras de Automóveis.

A Digital Motors afirma que pode se encarregar disso. A startup com sede em Irvine, Califórnia, criou um pacote de software de configuração automática que essencialmente transforma qualquer revendedora tradicional em uma web store no estilo Tesla, sem café frio ou test-drive necessário.

O presidente Andreas Hinrichs, que trabalhou quase 20 anos em diversos cargos de finanças na Daimler, estava planejando uma estreia em julho, mas precisou se adiantar por causa da pandemia.

Concessionárias que ficaram sabendo do plano da startup começaram a entrar em contato com ele quando o isolamento social se intensificou, implorando para que ele lançasse mais cedo.

Em 23 de março, quatro meses antes do previsto, a Digital Motors ativou a plataforma de seu primeiro cliente, a concessionária Orange Coast Fiat-Chrysler em Costa Mesa, Califórnia.

Hinrichs mal se lembra de tudo o que aconteceu nos últimos meses.

O InfoMoney conversou com o empreendedor para entender o quanto a Covid acelerou a compra de carros pelo meio digital e porque o comércio eletrônico de automóveis ainda está tão atrás de outros setores.

O que te fez pensar que havia uma oportunidade nesse segmento?

Quando você acessa o site de uma revendedora, o foco é sempre me passe ‘seu nome, número de telefone e e-mail’ para entrar no que o setor chama de moagem de quatro horas.

Agora contraste isso com a experiência do consumidor proporcionada pela Tesla, que é o único carro novo que um cliente realmente consegue comprar online. Demora 10 ou 15 minutos.

Estamos usando o melhor dos dois mundos, a loja física e a experiência online, e permitimos que o cliente vá online o tanto quanto quiser. Fazemos a transição perfeita para a concessionária a qualquer momento. Não achamos que atrapalhar a revendedora é o caminho certo. Capacitar a revendedora é o caminho certo.

Qual foi a parte mais difícil?

A parte mais difícil é pegar milhões de informações potenciais, combiná-las e apresentá-las de maneira sensata. É a etapa final que resolvemos de forma muito eficiente. Queremos não apenas tornar a compra e o financiamento de automóveis tão simples quanto comprar algo na Amazon, nós queremos fazer melhor e nos tornarmos referência para uma transação online perfeita.

Como vocês ganham dinheiro?

Como plataforma SaaS [software como serviço], cobramos assinatura mensal de nossas revendedoras e há uma taxa única de instalação para fazer tudo funcionar. O que nos recusamos a fazer é pegar dinheiro das próprias transações. Não queremos de forma alguma colocar nossas mãos no pote.

Fonte: InfoMoney


Redação Grupo Studio