RECEBA NOSSO CONTEÚDO DE FORMA GRATUITA DIRETAMENTE NO SEU EMAIL

Grupo StudioNotíciasSaiba como o Growth Hacking auxilia no crescimento das empresas

Saiba como o Growth Hacking auxilia no crescimento das empresas

O Growth Hacking foi criado no Vale do Silício por Sean Ellis e vem ganhando cada vez mais espaço e destaque no mundo inteiro. Mas afinal, o que é Growth Hacking?

Muitas vezes relacionado ao marketing digital, o Growth Hacking vai muito além das campanhas de e-mail marketing, da produção de conteúdo e do teste A/B. De modo geral, ele pode ser resumido como táticas e estratégias que unem o marketing criativo, dados e engenharia de software.

Criador do termo, Sean foi Head do setor de crescimento do Dropbox, Head de marketing na LogMeIn e colunista de importantes veículos como Forbes e TechCrunch. Através de suas consultorias ele foi fazendo a metodologia de Growth Hacking que atualmente diversas empresas estudam e aplicam.

No Growth Hacking o crescimento é baseado em métricas e o marketing orientado a experimentos. O trabalho é focado em encontrar hacks para elaborar estratégias de crescimento em escala.

O objetivo principal é crescimento e vai muito além de estratégias e ferramentas modelo que podem ser replicadas em qualquer empresa. Tanto que se fala Mindset de Growth, uma forma de pensar e agir orientado a experimentações e resultados. O que é a principal característica do profissional de Growth Hacker.

O Growth Hacker é o profissional imerso no marketing e processos da empresa responsável por elaborar análises cientificas e estudos para encontrar esses gatilhos. E utilizar de ferramentas e softwares para comprovar o mais rápido possível as hipóteses geradas a partir deles. Replicando acertos, otimizando resultados ou minimizando prejuízos e erros.

Com um olhar sempre voltado ao crescimento, o Growth Hacker deve ter conhecimento técnico e conceitual do Marketing. Além de noção de processos, metodologia e tecnologia para conseguir se concentrar em perceber esses tais gatilhos citados acima. A partir daí apoia-se na experimentação e comprovação de suas hipóteses.

Um bom Growth Hacker deve está atento constantemente a oportunidades de resultados consideráveis. Sempre procurando por alternativas inovadoras para escalar todas as áreas do seu negócio. Um profissional obsessivo por desafios e resultados.

Mas novamente, é preciso enfatizar que mais do que um profissional ou ferramenta o Growth Hacking é uma forma de pensar. Um mindset que todos profissionais de uma empresa devem adotar na forma de pensar, planejar e aplicar suas ações. De modo a potencializar os resultados gerais até o ponto que se torne parte da cultura da empresa.

Muitos atribuem ao Growth Hacking a ideia de mudanças e ações mínimas que trazem retornos mágicos. Claro que isso pode ocorrer, mas na maioria dos casos a recompensa em crescimento escalável vêm sob reflexo de muita análise de métricas e testes com pequenas evoluções constantes.

As práticas do Growth Hacking podem não ser tão simples e rápidas como se imagina. Mas por se apoiar em testes e comprovação de resultados sua eficácia é o carro chefe de seu sucesso.

Os hacks são encontrados, são criados hipóteses, essas hipóteses são submetidas a testes e sobre eles é aplicado uma forte análise. Nessa análise poderá ser concluído o que dá e o que não dá certo. A partir daí as aplicações que deram resultados precisam ser evoluídas.

Para alguns profissionais o Growth Hacking já vem sendo visto como o futuro do marketing digital. Mas é preciso estabelecer uma diferenciação entre os dois a fim de clarear as ações e aplicabilidades de cada um.

É fato que exista uma lista grande de semelhanças entre os dois. Como o trabalho estratégico elaborado através de análise dos resultados em busca de retornos e crescimentos.

Mas seu principal diferencial é que o Growth Hacking vai além do marketing nas empresas. Muitas vezes podendo realizar mudanças em outras áreas de negócio como operações, finanças ou até mesmo no RH.

Por ser um termo ainda novo há alguns mitos em torno do Growth Hacking que precisam ser quebrados.

Por exemplo: por conta da expressão computer hacker (pirata de computador) ou computer hacking (ato de piratear software) o GH ainda carregada uma noção negativa.

É importante ressaltar que Growth Hacking não diz respeito a ações para subverter sistemas ou enganar os usuários. Mas sim o Growth Hacker encontra brechas de crescimento por meio de engenharia de software e criatividade.

O funil do Growth Hacking criado pelo americano Dave McClure pode ser utilizado para praticamente tudo. Independente do segmento e tipo da sua empresa, ou mesmo o problema que o seu negócio esteja passando. Muito possivelmente a lógica do funil pode ser aplicada para encontrar soluções.

Isso porque ele ajuda a analisar o cenário completo das empresas, desde a aquisição até a retenção do cliente. Ou seja, assim como o funil de marketing, ele acompanha os diferentes estágios que o consumidor passa pela sua empresa.

O objetivo do funil do Growth Hacking é garantir que cada etapa seja bem planejada e estruturada. De modo que garanta que o lead passou para a próxima etapa com a melhor experiência e percepção da sua marca.

Características de empresas que utilizam Growth Hacking para crescer:

  • Fogem do marketing tradicional
  • Contam com times heterogêneos de Growth
  • Imersão forte no produto

Como estruturas processos e experimentos?

  • Encontrar os problemas
  • Gerar o maior número de ideias
  • Transformar ideias em hipóteses e elaborar processos
  • Realizar experimentos
  • Analisar resultados
  • Definir próximos passos

Fonte: Surfe Digital


Redação Grupo Studio