RECEBA NOSSO CONTEÚDO DE FORMA GRATUITA DIRETAMENTE NO SEU EMAIL

Grupo StudioNotíciasPor que é o momento de investir em startups?

Por que é o momento de investir em startups?

Economistas apontam que o alongamento do isolamento social matará mais negócios do que pessoas. Isso porque, muitas empresas não estavam preparadas para lidar com a pandemia e não possuem caixa para manter a operação parada.

Acontece que, o coronavírus não afetou as startups. No campo da saúde por exemplo, startups criaram muitas soluções que foram apresentadas para à sociedade por meio de inciativas colaborativas como a #StartupsVsCovid19 e a SOS Covid 2019, que auxiliam na sobrevivência das pessoas.

Outras startups estão focadas na economia, atendendo e ajudando às pessoas e os negócios  a se manterem firme e continuar trabalhando, seja com delivery, e-commerce ou com outros serviços, ferramentas ou plataformas.

De maneira geral, é um bom momento para as startups, afinal estão acostumadas com um ambiente de incertezas. Os empreendedores brasileiros são cautelosos e possuem negócios enxutos, digitais e escaláveis. Desta forma, o impacto causado pela pandemia está sendo menor nessas empresas.

O resultado para as startups é que sairão deste momento ainda mais reconhecidas como soluções acessíveis, eficientes, baratas e consistentes.  E também, com a imagem consolidada como um tipo de negócio seguro, de impacto social e uma opção clara de investimentos.

Um bom exemplo disso, é a Bossa Nova Investimentos que somente neste mês de março, mesmo com a quarentena, fez seis novos investimentos em startups. Mas isso tudo só se torna viável, porque a empresa é bem equipada tecnologicamente e sua estrutura de backoffice opera normalmente em home office.

Um levantamento realizado com alguns investidores da entidade Anjos do Brasil, apontou uma tendência de adiar investimentos. Mas apesar desta inclinação, a Bossa Nova continuará com seu fluxo acelerado e investindo mesmo durante a crise.

O investidor João Keppler, salienta que agora é hora de investir sem medo em startups, porque além da pouca volatilidade, é também uma maneira de ajudar o pequeno negócio. “Acredito que como os investimentos nos estágios anjo e pré-seed são feitos com valores e aportes menores, pulverizados em grande parte por investidores pessoas físicas que têm mais disposição ao risco, com dependência de decisão e também mobilidade financeira é mais simples e rápido voltar a alocar agora os investimentos para as startups”, explica.

Motivos para investir em uma startup mesmo com os impactos da Covid-19:

  • Startups possuem negócios resilientes em momentos de incertezas
  • Ativos de capital intangível tendem a apresentar performance melhor
  • O ciclo de jornada de uma startup é em média 8 anos
  • Menor competição considerando especificidades dos serviços e empresas de base tecnológica
  • Pela disseminação da cultura de uso de um detrimento da posso, tanto no corporativo quando pessoa física
  • Baixo endividamento, baixo custo e alta performance
  • Alta aderência a conexões, integrações, adaptações ao mercado
  • Modelos de negócios enxutos, digitais e escaláveis
  • Adaptadas em trabalho home office
  • Promovem o impacto social e resolvem problemas urgentes
  • Diversas startups com soluções para combate a crise ao novo coronavírus

A recomendação é que os empreendedores de startups devem seguir em fundraising, sempre em alerta com propostas indecorosas de redução do seu valuation. Esse é o momento de escolher bem seu investidor, sem ceder a pressão e de maneira humanizada.

Fonte: Gazeta do Povo


Redação Grupo Studio