RECEBA NOSSO CONTEÚDO DE FORMA GRATUITA DIRETAMENTE NO SEU EMAIL

Grupo StudioNotíciasPandemia aumenta o número de compras online

Pandemia aumenta o número de compras online

O coronavírus influência diretamente no comportamento do consumidor de todo o mundo e no Brasil, 59% das pessoas começará a comprar itens que antes não consumiam. Segundo o levantamento “Comportamento do consumidor após o Coronavírus”, realizado entre os dias 10 e 22 de março pela Qualibest, 51% dos consumidores do país vão comprar mais pela internet e aplicativos.

De acordo com a pesquisa, 14% dos compradores adquirem apenas o necessário e 30% escolhem horários alternativos a fim de evitar aglomerações. Das 2003 pessoas entrevistas pela internet, 34% dizem optar por pequenos mercados ou comércios em busca de menor contato com outras pessoas. Já 54% escolhem por compras maiores para reduzir as idas ao supermercado.

Ainda segundo o estudo, 94% dos entrevistados não frequentam mais eventos fechados ou abertos (93%), assim como shoppings (91%), parques (90%), restaurantes ou bares (85%) e atividades esportivas (72%). Além do mais, a cada 10 pesquisados, dizem apontavam ter sido afetado pela pandemia de alguma maneira em seu trabalho. Das empresas que sofreram com o impacto negativo, proeminência para queda de produção, falta de material importado, queda de vendas, cancelamentos de contratos e férias coletivas/demissões.

Em firmas brasileiras, o combate ao Covid-19 faz com que 56% limpe mais o ambiente de trabalho, 50% elaboram companhas de higiene, 40% fornece álcool em gel e lenços umedecidos para os trabalhadores, e 55% passou a operar em home office.

Aproximadamente 80% das pessoas que participaram da pesquisa estão de quarentena, o que aponta o aumento da busca dos brasileiros por entretenimento digital, os serviços de streaming então na ponta das intenções de compra, com 42%, logo após, jogos com 20% e com 18% streaming de músicas.


Redação Grupo Studio