RECEBA NOSSO CONTEÚDO DE FORMA GRATUITA DIRETAMENTE NO SEU EMAIL

Grupo StudioNotíciasMercado de startups segue estável no mês de junho

Mercado de startups segue estável no mês de junho

O volume de aportes dos fundos de venture capital em startups no Brasil caiu 50% no primeiro semestre em comparação com o mesmo período no último ano. Um levantamento feito pela Distrito revela que os fundos desembolsaram nos primeiros seis meses de 2020, um total de 167 transações. Seguindo esse ritmo, o ano deve encerrar com recorde de número de transações, porém, com metade dos US$ 3 bilhões de investimentos de 2019.

De todas as 167 transações fechadas neste ano, 80% se concentram em investimento anjo ou semente. Mas esses deals, significam apenas 9,5% do total investido no ano em dólar.

O outro lado da moeda

Entretanto, o mesmo levantamento aponta que as startups brasileiras somaram US$ 156 milhões em rodadas de investimento no último mês de junho. O valor é quatro vezes maior aos US$ 36 milhões recebidos pelas companhias iniciantes no mês de maio.

Vale destacar o cheque de US$ 47 milhões recebido pela empresa de mobilidade Tembici e o investimento da SoftBank de R$ 120 milhões na Cortex.

Analisando assim, é um número favorável e que vai à contramão de outros setores da economia, que apresentam uma queda significativa devido à pandemia.

Fusões e aquisições segue em alta

Mesmo com os efeitos da Covid-19, o setor de fusões e aquisições segue aquecido. O número é 48,3% maior que no ano passado, com seis transações realizadas em junho e 43 no decorrer do primeiro semestre.

O destaque do mês é a XP Investimentos que efetivou a aquisição da Flipper, DM10 e Antecipa.


Redação Grupo Studio