RECEBA NOSSO CONTEÚDO DE FORMA GRATUITA DIRETAMENTE NO SEU EMAIL

Grupo StudioNotíciasLevantamento revela que 45% dos consumidores não clicam além da primeira página de resultados

Levantamento revela que 45% dos consumidores não clicam além da primeira página de resultados

As restrições impostas pelos governos latino-americanos devido à pandemia trouxeram novos usuários para o e-commerce e mudou os hábitos de compras online dos que faziam. Desta forma, o trabalho dos profissionais de SEO se tornou ainda mais importante a fim de chamar a atenção do usuário.

Mas essa não é uma tarefa fácil. De acordo com levantamento feito pela Toluna, a pedido da Sherlock Communications, 45% dos latino-americanos não clicam além da primeira página de resultados quando compra online, independentemente do produto adquirido.

Em toda região latina, apenas 18% afirmaram que olham os três primeiros resultados que aparecerem ao fazer compras online e 64% disseram que nunca iriam além das três primeiras páginas de resultados.

Sobre a questão do nível de confiança dos latino-americanos ao conteúdo da web, os resultados foram interessantes. Entre as seis nações, o conteúdo dos sites das empresas foi visto como a fonte de informação mais confiável ao se pesquisar para fazer uma compra online, com 90% dos colombianos afirmando confiar no material da empresa, seguidos por 89% dos peruanos e 88% dos mexicanos. Publicações de tecnologia foram vistas como a próxima fonte de informação mais confiável para produtos e serviços – confiada por 86% dos mexicanos, 83% dos brasileiros e 82% dos peruanos. Níveis mais baixos de confiança em publicações de tecnologia foram observados no México (73%).

Os sites de reviews tem a confiança de 69% dos latino-americanos (variando de 89% dos brasileiros a apenas 55% dos chilenos); 77% dos peruanos disseram confiar em sites de notícias como fontes de informação sobre compras online, em comparação com 52% dos chilenos. Regionalmente, 65% disseram confiar em sites de notícias. As plataformas de mídia social foram vistas como confiáveis por apenas 51% dos brasileiros, em comparação com 76% dos peruanos. Os blogs inspiraram o nível mais baixo de confiança em toda a linha – apenas 35% dos chilenos confiam no conteúdo de blogs quando fazem compras na web. México (57%) e Peru (56%) ajudaram a elevar a média regional para 48%.

O levantamento também revela que 42% dos entrevistados na América Latina disseram que aceitam a primeira resposta que aparece em sua tela, conhecida como “pesquisa de clique zero”.

Os Argentinos (47%) e os brasileiros (45%) foram os mais propensos a aceitar os resultados oferecidos pelo Google. 12% dos chilenos disseram que nunca aceitariam a resposta do Google – 37% estão satisfeitos com os resultados, 20% tendem a clicar nos links fornecidos para verificar as informações destacadas, enquanto 22% dos chilenos disseram que procuram mais informações seguindo outros links na página de resultados.

Os peruanos têm o nível mais alto de confiança (76%) no conteúdo geral encontrado ao pesquisar algo para comprar online (incluindo em sites de notícias, mídia social, blogs, publicações técnicas, sites de resenhas e sites de empresas), enquanto os chilenos são os mais descrentes em relação ao que leem em todas as plataformas (60%).

O relatório feito em fevereiro de 2021 inclui resultados de uma pesquisa com mais de 3.300 residentes seis países-latinos americanos, sendo eles: Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, México e Peru.

Fonte: Mundo Marketing.

 


Redação Grupo Studio