RECEBA NOSSO CONTEÚDO DE FORMA GRATUITA DIRETAMENTE NO SEU EMAIL

Grupo StudioNotíciasJoint Venture: você sabe o que é?

Joint Venture: você sabe o que é?

Joint venture é um modelo de colaboração empresarial que consiste na união de duas ou mais empresas com o objetivo de executar um projeto ou criar uma nova empresa para explorar, de maneira eficiente, alguma atividade econômica.

As parcerias joint venture geralmente são firmadas por tempo determinado, podendo ser de curta ou longa duração.

Em alguns casos, uma joint venture pode também ser por tempo indeterminado, o que vai depender das condições firmadas em cada contrato.

Historicamente, joint venture é uma expressão de origem inglesa que pode ser traduzida como “aventura conjunta” ou “união de risco”.

Suas referências remetem aos contratos de navegação marítima anglo-saxões, por meio dos quais navegadores se uniam em busca do aumento dos lucros e redução dos custos do negócio.

O modelo de cooperação evoluiu com o tempo e foi incorporado também à realidade de empresas ferroviárias, petrolíferas e mineradoras.

Atualmente, é adotado por empresas de pequeno, médio e grande porte, seja para um propósito específico de curto prazo ou para projetos complexos de abrangência internacional.

Como funciona uma joint venture?

Uma joint venture funciona como um acelerador de crescimento compartilhado, dadas as possibilidades de redução de gastos e aumento de rentabilidade.

Se bem estruturada, pode melhorar a competitividade e a eficiência das empresas participantes ao unir forças em torno de um objetivo comum.

Por meio de uma joint venture, companhias com habilidades complementares podem firmar um acordo com cooperação e crescer juntas.

Imagine o seguinte exemplo: uma indústria de laticínios de um determinado estado, com espaço na capacidade produtiva, deseja inserir seus produtos em outras regiões do país.

Ela pode tentar isso sozinha e enfrentar todos os desafios sem ajuda, como investimento em infraestrutura, logística, contratação de pessoal e concorrência.

Ou pode formar uma joint venture com outra empresa que atua nas regiões onde pretende entrar e que tenha acesso, por exemplo, aos pontos de venda.

Qual é o objetivo da joint venture?

O principal objetivo da joint venture é o desenvolvimento mútuo.

Ao unir forças, duas ou mais empresas têm condições de crescer e alcançar resultados que, talvez, não alcançariam individualmente.

Um bom exemplo é a exploração do mercado internacional.

Cada país tem seu conjunto de regras, o que nem sempre facilita a vida de empresas estrangeiras.

Companhias que queiram se instalar na China, por exemplo, buscam acordos de parceria com uma empresa chinesa para superar as barreiras burocráticas e legais.

Dentre outras situações, as joint ventures podem ser aplicadas visando:

  • À exploração de novos mercados
  • À redução de riscos
  • Ao compartilhamento de custos com matéria-prima
  • À transferência de tecnologia e know-how
  • À superação de barreiras internacionais
  • À capitalização.

Quando há associação de capital das co-ventures (empresas participantes), o acordo é classificado como “equity joint venture”.

Quando não há associação de capital, a parceria é chamada de “non equity joint venture”.

É importante que todos os aspectos do acordo de colaboração, seja para a criação de uma nova empresa ou não, sejam claramente estabelecidos em contrato.

Pode ocorrer, por exemplo, de uma das partes entrar com o capital, e a outra, com a tecnologia.

Ou uma fornecer o produto, e a outra viabilizar os canais de distribuição.

O objetivo da joint venture é somar forças, alinhar competências e compartilhar resultados.

Mas se o acordo não for bem costurado, pode abrir brechas para divergências e transformar uma parceria promissora em uma grande dor de cabeça.

Clique aqui e seja um franqueado de sucesso!

Conheça nossas soluções:



Redação Grupo Studio