RECEBA NOSSO CONTEÚDO DE FORMA GRATUITA DIRETAMENTE NO SEU EMAIL

Grupo StudioNotíciasCoronavírus: startup cresce com lojas em condomínios

Coronavírus: startup cresce com lojas em condomínios

Em tempos de coronavírus e isolamento social, a startup Onii trouxe para o Brasil um modelo de loja autônoma que opera dentro de condomínios residenciais. Através do aplicativo, é viável entrar no espaço e comprar os produtos pretendidos, sem necessidade de interação com outras pessoas.

O aplicativo foi baseado nas lojas de conveniência Amazon Go. A diferença é que pela Onii, o cliente precisa escanear as compras um a um no celular para que a compra seja efetivada no cartão cadastrado.

A primeira loja foi inaugurada em um condomínio residencial com 240 casas em São Carlos, no interior de São Paulo no final de 2019. Já na primeira semana de operação, 200 moradores fizeram o uso do aplicativo e o faturamento obtido no primeiro mês foi de R$ 15.000.

No início do mês de março, a startup concretizou 80 contratos para a instalação de lojas por todo o estado de São Paulo. Entre os clientes, estão construtoras de destaque no país, como: o grupo MRV, Bild, a rede de condomínios de luxo Alphaville e o aeroporto de Congonhas.

A procura pelas lojas cresceu significativamente nas últimas semanas devido à pandemia do coronavírus e a necessidade de isolamento social. “Estamos instalando em regime emergencial novas unidades”, comenta Ricardo Podval, fundador da startup. Podval ainda conta que a empresa está abrindo espaço para que produtores locais tenham a oportunidade de colocar seus produtos dentro da loja. “Os moradores também podem usar o espaço para receber encomendas e delivery quando não estiverem em casa”, completa.

Além do mais, a Onii está baixando o preço dos produtos de primeira necessidade e abastecendo as lojas com novos itens para auxiliar os moradores neste momento de dificuldade.

Fonte: Exame


Redação Grupo Studio