RECEBA NOSSO CONTEÚDO DE FORMA GRATUITA DIRETAMENTE NO SEU EMAIL

Grupo StudioNotíciasBancos estão proibidos de aumentar juros

Bancos estão proibidos de aumentar juros

Uma decisão da 9ª Vara Federal Cível da Seção Judiciária do Distrito Federal proibiu que os bancos aumentassem suas taxas de juros e alterem as exigências para conceder empréstimos e financiamentos.

O juiz Renato Coelho Borelli acolheu pedido do PDT contra medidas do Banco Central (BC ) que diminuíram o valor que os bancos são obrigados a manter em reservas, os chamados depósitos compulsórios.

Como medida para mitigar os efeitos da crise do novo coronavírus na economia, o BC tem diminuído a porcentagem dos depósitos compulsórios. A intenção é disponibilizar mais recursos para que os bancos façam suas operações e também possam conceder mais empréstimos, por exemplo.

A decisão determinou também que o BC adote medidas para condicionar a liberação de recursos, à “efetiva apresentação de novas linhas e carteiras de crédito a favor do mercado produtivo interno por parte dos bancos a serem beneficiados”.

O juiz entendeu que as medidas adotadas pelo BC não vinculam o uso desses recursos livres para empréstimos e, dessa forma, não atendem ao objetivo inicial da medida.

Antes mesmo de o Brasil começar a sentir os efeitos da crise, o Banco Central já tinha reduzido à necessidade de compulsório em R$ 135 bilhões. No final de março, a autoridade monetária anunciou uma nova liberação de R$ 68 bilhões, desta vez visando enfrentar os efeitos da pandemia na economia.

Assista ao nosso vídeo e saiba mais sobre taxa de juros para empresas de médio porte:

Fonte: Estadão

 


Redação Grupo Studio