RECEBA NOSSO CONTEÚDO DE FORMA GRATUITA DIRETAMENTE NO SEU EMAIL

Grupo StudioFarmáciasO futuro do mercado farmacêutico: expectativas para 2019

O futuro do mercado farmacêutico: expectativas para 2019

O mercado farmacêutico vem trazendo muita inovação desde 2011 e hoje em dia é considerado o sexto maior mercado do mundo e há expectativas que até 2022 venha se tornar o quinto.

Em 2018 nós tivemos 11, 8% de crescimento no mercado que é bem acima da média nacional e esse ritmo já vem se mantendo há bastante tempo. Em termos de crescimento genérico, ele ficou em torno de 15, 6% e com desconto médio praticado nas lojas ai de 18, 3%.

Vale destacar as redes associativistas que tiveram um crescimento próximo aos 19% segundo os dados da Febrafar. Para 2019 a espera é de um crescimento acentuado no mercado, chegando acima de 12% segundo os estudos da Febrafarm e um aumento estimado em abril de 4,46% de acréscimo nos medicamentos.

Favorecimento  do mercado farmacêutico crescimento

Atualmente estamos passando por um cenário político que favorece o crescimento do mercado sinalizando com a abertura de flexibilizar as questões regulatórias, o que favorece o crescimento do mercado, já que provavelmente um dos condutores desse crescimento nada mais é do que a tecnologia da informação.

Negociação estratégica – como fazer negócios de sucesso e aumentar as vendas

Quando falamos de tecnologia da informação, é importante ressaltar que nós temos um fator dentro do varejo como um todo, que vem afetando os negócios e vai entrar dentro desse segmento farmacêutico que é a entrada da inteligência artificial no mercado, uma coisa que na verdade já existe há anos, mas que não funcionava tão bem devido a falta de máquinas capazes de trabalhar com isso.

Ao olhar para fora do Brasil, é possível notar que o uso da inteligência artificial já vem acontecendo e vem otimizando a indústria farmacêutica naturalmente, o que acaba impactando todos os canais de distribuição até a ponta da varejista.

Alguns dos casos interessantes sobre isso é o próprio formato de descoberta de medicamentos, ao analisar como funciona o mercado, na descoberta de medicamentos a gente ainda opera com o formato antigo, baseado em indústrias de tentativa e erros, ou seja elas erram várias vezes até acertar uma nova cura e só depois lançar ao mercado, isso demora cerca de 12 anos e movimenta cerca de 2,9 bilhões de dólares.

Quando se gasta muito tempo e dinheiro estudando nesse processo de estudo de medicamento, naturalmente isso impacta no preço, impacta na composição do preço e assim vai levando durante toda a cadeia até chegar ao consumidor final.

Dentro dessa linha de tecnologia é possível colocar esse exemplo de inteligência artificial que vem para reduzir esse modelo de desenvolvimento que existe desde o início do processo. Outro modelo que chama muito a atenção para o aspecto da tecnologia é a crise do ebola, em 2016.

A Tomás de São francisco lançou junto com a IBM a ideia de que dentro da crise do ebola, se a gente pegasse medicamentos que já existiam e fizessemos alterações neles, a gente conseguiria ter um efeito significativo para amenizar a doença. Por isso é possível perceber que a tecnologia está muito presente tanto no segmento farmacêutico quanto em outros cenários mundiais que a gente já tem isso acontecendo e que vai chegar no Brasil.

Dentro de todas as informações que temos encontrado hoje, a que mais impacta diretamente o mercado farmacêutico é justamente a impressora 3D, uma das grandes descobertas dos últimos anos, que afetou toda a cadeia varejista, todos os negócios, não apenas a indústria farmacêutica em si, mas que há algum tempo já se construiu uma impressora capaz de imprimir medicamentos: Basicamente ela mistura os componentes e entrega o produto pronto para o consumidor final.  

Esse tipo de tecnologia tende a gerar um impacto grandíssimo durante toda a cadeia distributiva, então em vez de eu comprar medicamentos, eu vou comprar uma impressora e vou comprar as substâncias necessárias para produzir e entregar.

Mas afinal, essas melhorias estão acessíveis para todos os portes de farmácia?

Quando falamos que a tecnologia da informação é um dos condutores do crescimento, é porque a tecnologia não está disponível apenas para o grande porte, o importante é saber fazer uso dela de forma assertiva, que é um dos maiores desafios das farmácias de pequeno porte, onde buscar informação e como saber usar essa informação a seu favor.

Hoje existem inúmeras ferramentas que facilitam a compra e a gestão de precificação, de reclassificação dos produtos no que diz respeito a parte fiscal, essas informações existem, mas o que realmente falta para as farmácias de pequeno porte é buscá-las junto a um parceiro comercial, a uma rede associativista, a uma franquia.

Constante Evolução

O mercado é muito dinâmico e não para nunca, está sempre evoluindo, o que o empresário não pode fazer é largar a empresa apenas no ritmo de sobreviver, tem que buscar ajuda e prosperar para o crescimento. O Grupo Studio trabalha com profissionais que podem dar esse auxílio na hora que a empresa estiver disposta a crescer.

Hoje existem pelo menos 4 grandes expectativas para 2019, e elas crescem para 2020, 2021 e assim por diante porque estamos abordando aqui como serão o futuro das lojas e o comportamento do consumidor mudou e vem mudando muito rápido, o acesso a informação vem crescendo e as farmácias serão vistas cada vez mais como conveniência, por isso é importante aprimorar o gerenciamento de categorias e investir em um serviço farmacêutico de qualidade.

É importante cada vez mais investir no treinamento dos atendentes, que trabalham no balcão, na parte de beleza e de medicamentos e atuar junto com a tecnologia da informação. O Grupo Studio tem ferramentas que proporcionam esse  ganho real tanto na compra quanto na parte fiscal, a gente consegue entregar hoje tecnologias que proporcionam esse ganho de forma extremamente assertiva, por isso é importante buscar um auxílio em uma boa assessoria comercial.

É bem importante aumentar o mix de serviços que a farmácia tem, quanto maior o mix de produtos que ela tem para oferecer,  o ticket naturalmente aumenta porque o estabelecimento já tem a ida do cliente dentro do estabelecimento para comprar determinado produto e a passagem pelo caixa já pode mostrar novas soluções, novos produtos ofertados ou até mesmo novos serviços da farmácia.

Existem casos de farmácias que começaram a complementar a suas vendas com outros tipos de serviços para ser mais atrativas para o consumidor, a gente hoje um ambiente mais digital, que é uma mescla entre o digital e o e-commerce, e um dos principais pontos que são discutidos sobre esse tema, sobre o diferencial criativo é o preço,  

Assista o Webinar Completo sobre a Farmácia 4.0

As pessoas vão aos locais muito orientadas pelo preço, nas farmácias isso não é diferente. O remédio é igual, tem em todos os pontos de venda, então várias farmácias têm estratégias diferentes, algumas buscam a diferenciação pelo posicionamento das marcas, outras já usam uma estratégia de estar em todo lugar, de chegar na frente da outra, chega a ter uma na frente da outra na rua.

Para deixar um pouco mais clara essa questão da rede, é importante ressaltar que quando a farmácia opera em rede, é muito mais fácil de ela ter o poder da barganha, diante do distribuidor ou da indústria e hoje existem várias ferramentas que são capazes de ajudar a farmácia que opera sozinha ou que tem um pequeno número de lojas, pra poder comprar em escala e fazer uma negociação melhor e mais adequada que possa conectar ela a outras tecnologias.

Como é o processo de inteligência artificial para farmácias de pequenas redes?

Quando a inteligência artificial afeta a indústria, naturalmente ela está afetando a rede toda, todas as cadeias do pequeno e do grande farmacêutico. Isso já é uma realidade no mundo, mas a gente sabe que vai demorar um pouco até chegar no Brasil por toda a estrutura de negócio.

Tem uma série de fatores que estão acontecendo e de novas tendências para 2019 que com certeza já vem para ficar, uma elas é a que a pretensão do e-commerce incita, que se a gente pegar empresas americanas, por exemplo a Walgreens, ela criou um aplicativo que faz a renovação de receita, tem um chat direto com o farmacêutico e esse aplicativo hoje, já movimenta 50 milhões de downloads e concentra 45% dos pedidos de toda a rede de farmácia.

Ao trazer esse tipo de tecnologia para o Brasil, aquele pequeno farmacêutico consegue criar esse tipo de solução para poder atender os seus clientes e a ter múltiplos canais de atendimento para estar presente no momento em que o consumidor quiser, ou seja, quando o consumidor quiser e por qual meio ele escolher se conectar com o comércio, o empresário deve estar presente.

É importante organizar os pontos de contato e se tornar mais presente dentro da região de atendimento, estruturar o atendimento online e todas as mudanças de mercado para que possa operar dentro dessa linha. O mercado hoje passa por muitas mudanças e exige uma série de adaptações para continuar presente nessa nova economia.


Jose Carlos Braga Monteiro

Detentor das empresas Studio Fiscal, Studio Law, Studio Corporate, Studio Brokers ,E-Fiscal, E-contábil e Studio Energy o Grupo Studio apresenta serviços corporativos inteligentes com uma expertise de mais de 20 anos. Presente em todo o território nacional através de seus franqueados e aliançados, o Grupo apresenta uma grande sinergia quanto aos seus modelos de negócio.