RECEBA NOSSO CONTEÚDO DE FORMA GRATUITA DIRETAMENTE NO SEU EMAIL

Grupo StudioFarmáciaAntecipação de Recebíveis para farmácias

Antecipação de Recebíveis para farmácias

Em tempos de recessão econômica, muitas empresas sofrem com dificuldades para manter  as finanças em equilíbrio. Afinal, a renda da população diminui e as vendas de produtos cai, o que prejudica a rentabilidade da maioria dos negócios. 

As farmácias não são exceção: apesar de venderem muitos produtos considerados essenciais, uma crise econômica como a que o Brasil vem enfrentando recentemente acaba desestabilizando o caixa do empreendimento. 

Se você é empresário no setor de farmácias, pode usufruir de uma opção interessante para o seu negócio nesses momentos em que o capital de giro da empresa está mais baixo: a antecipação de recebíveis.

Neste artigo, vamos explicar o que é e como funciona a antecipação de recebíveis para farmácias. Acompanhe a leitura para entender como a sua empresa pode se beneficiar desse procedimento! 

 

O que é antecipação de recebíveis?

Basicamente, podemos explicar a antecipação de recebíveis como um processo pelo qual uma empresa recebe com antecedência alguns valores que só estavam programados para entrar em uma data futura.

Esse dinheiro consiste em pendências de valores referentes a vendas feitas a prazo, parcelamentos, cheques ou carnês de cobrança de vendas realizadas. Para resgatar os valores devidos, o empresário deve comparecer a uma instituição financeira e apresentar as duplicatas ou algum outro documento que possa comprovar que a empresa tem montantes a receber.

Essa alternativa é utilizada com mais frequência por empresas de grande e médio porte, mas vem sendo adotada cada vez mais por instituições menores também, como as farmácias. 

A antecipação de recebíveis é uma alternativa rápida para desafogar o caixa da empresa. Afinal, em casos em que o capital de giro está insuficiente para arcar com as despesas do negócio, é possível usar os valores adiantados para pagar contas e cumprir os contratos. Assim, a farmácia evita tomar empréstimos que possam prejudicar as finanças ainda mais no futuro.

Ao solicitar uma antecipação de recebíveis, a instituição financeira vai avaliar qual é o montante a ser antecipado e estabelecer uma taxa de juros em cima disso, que pode variar em cada negociação. Se o empresário aceitar a proposta, recebe o valor.

Quando os credores da empresa forem quitar as suas dívidas, o dinheiro será diretamente direcionado para a instituição financeira, como forma de pagar pela operação de antecipação.

Antecipação de recebíveis é diferente de empréstimo?

Embora muitos empresários fiquem em dúvida, a antecipação de recebíveis não é a mesma coisa que um empréstimo. No caso da antecipação, a empresa recorre a uma instituição financeira apenas para antecipar o recebimento de um dinheiro que já pertenceria a ela de qualquer forma.

Já o empréstimo, como o próprio nome já diz, consiste em receber do banco ou instituição de crédito um dinheiro que não é da empresa. Por essa razão, as taxas de juros dessa modalidade costumam ser bastante mais altas, já que o risco de inadimplência é mais elevado.

A antecipação de recebíveis tem como maior vantagem os juros reduzidos, pois se trata de uma operação mais segura para a instituição financeira. Assim, ela costuma ter menor custo e, consequentemente, compensar mais para a empresa.

Conheça a Studio Corporate

Agora que você já sabe como funciona a antecipação de recebíveis para farmácias, que tal conhecer mais sobre a Studio Corporate? 

Parte do Grupo Studio dedicada a auxiliar os ciclos operacionais de empresas de todos os portes, a Studio Corporate oferece soluções estratégicas e ferramentas gerenciais que permitem às instituições otimizar o andamento dos negócios.

Entre os serviços oferecidos estão a captação de recursos bancários – como na operações de antecipação de recebíveis -, a renegociação de dívidas expressivas, cobranças e revisão de inadimplentes relevantes, proteção do patrimônio da empresa, valuation financeiro, planejamento sucessório entre outros.


Leia mais:

Assista também:


Redação Grupo Studio