RECEBA NOSSO CONTEÚDO DE FORMA GRATUITA DIRETAMENTE NO SEU EMAIL

Grupo StudioNotíciasQuais são as regras do Simples Nacional em 2020?

Quais são as regras do Simples Nacional em 2020?

Diversos empresários encontram dificuldades no momento de pagar impostos. Para facilitar a tarefa para pequenos empresários, foi criado o Simples Nacional.

O objetivo do regime tributário Simples Nacional é estimular os pequenos empreendedores a seguir com as atividades sustentavelmente e ter poder de concorrência no mercado. Desta forma, é viável recolher vários tributos em apenas um único documento, reduzindo a burocracia do gerenciamento da empresa.

Criado em dezembro de 2006, o Simples Nacional entrou em vigor em 2007 e foi reformulado em 2018. Atualmente, ele desonera até 80% da carga tributária normal do Lucro Real e Lucro Presumido de pequenas empresas.

Confira os impostos unificados do DAS, documento de arrecadação:

  • Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ)
  • Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL);
  • Contribuição para o Programa de Integração e de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PIS/Pasep);
  • Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (COFINS);
  • Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI);
  • Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação (ICMS);
  • Imposto Sobre Serviços (ISS);
  • Contribuição para a Seguridade Social destinada à Previdência Social a cargo da pessoa jurídica (CPP).

A modificação da lei realizada em 2018 estabelece que o Simples Nacional pode ser a opção de micro e pequenas empresas que possuem faturamento de até R$ 360 anual e empresas de pequeno porte com faturamento de até R$ 4,8 bilhões anuais.

Para fazer o cálculo do Simples Nacional neste ano, é preciso considerar as categorias segmento, faturamento, alíquota e valor a deduzir.


Redação Grupo Studio