RECEBA NOSSO CONTEÚDO DE FORMA GRATUITA DIRETAMENTE NO SEU EMAIL

Grupo Studio Franquias E-FiscalDiferenciais aplicáveis à contabilidade em bares e restaurantes

Diferenciais aplicáveis à contabilidade em bares e restaurantes

Bares e restaurantes, assim como as demais empresas do ramo da gastronomia, possuem como a maior característica a complexidade da contabilidade que é realizada para esta espécie de negócio. Para manter uma companhia deste setor, a contabilidade em bares e restaurantes deverá englobar práticas variadas, que são essenciais, compreendendo desde a concepção da empresa, até as suas ações rotineiras mais básicas, pois refletem nos resultados finais de um determinado período, bem como incidem em obrigações fiscais. 

Portanto, a aplicabilidade da contabilidade em bares e restaurantes é fundamental para o controle financeiro da companhia, mantendo, assim, o equilíbrio do fluxo de caixa. A contabilidade em bares e restaurantes, por apresentar suas individualidades, poderá ser exercida por um escritório contábil que seja especializado no setor, dada a grande responsabilidade da administração empresarial em proceder com o controle efetivo das finanças do negócio.

É estimado que o setor gastronômico no Brasil fature, em média, R$ 178 bilhões por mês, segundo pesquisas feitas pelo Instituto de Foodservice Brasil. Desta forma, muito além da preocupação com a qualidade dos serviços de gastronomia prestados, é crucial o cuidado com a estruturação interna da empresa, que inclui a contabilidade, tanto gerencial, quanto financeira. 

As práticas contábeis estão presentes em muitos setores dos bares e restaurantes, qual seja, departamento pessoal, balanços financeiros, folha de pagamento, controle de estoque, fluxo de caixa e outras competências.

 

Os efeitos práticos e benefícios da contabilidade em bares e restaurantes

Por ser uma contabilidade especialmente voltada para esse ramo econômico, percebe-se muitos diferenciais que viabilizam a prática das atividades dessas empresas.

Controle do fluxo de caixa

Considerando as atividades de bares e restaurantes, o fluxo de caixa é ativo, com movimentações constantes, representando as entradas e saídas de capital. Portanto, para manter o equilíbrio, o profissional contábil procederá com o registro de toda e qualquer movimentação, evitando, assim, que a empresa aja de forma irregular e, até mesmo, incorra em alguma ilegalidade, sofrendo penalidades.

Definição do melhor regime tributário e outras questões fiscais

A contabilidade para bares e restaurantes, por tratar de empresas que exercem atividades de ampla atuação, gera grandes impactos no âmbito fiscal. Tributos previstos em lei, como o imposto de renda, ICMS, CSLL, ISS, PIS/COFINS, entre outros exemplos, devem ser devidamente recolhidos, para que a companhia não seja exposta ao Fisco. 

O contador definirá estes valores de acordo com a movimentação realizada em um determinado período, além de levantar os fatos geradores destes tributos. Considerando a alta carga tributária brasileira, é fundamental que a contabilidade em bares e restaurantes seja direcionada para a elisão fiscal, otimizando a gestão dos recursos empresariais. 

Portanto, o enquadramento no regime tributário mais adequado e a redução da carga de impostos devidos são grandes diferenciais de um bom escritório de contabilidade.

Aproveitamento de créditos tributários 

Sendo uma das principais consequências de uma contabilidade eficiente, serão levantados possíveis créditos tributários a serem recuperados, resultado da correta discriminação dos produtos adquiridos, para fins de definir a tributação incidente sobre eles. 

Portanto, é fundamental que a equipe contábil proceda com a classificação correta dos produtos que foram adquiridos, considerando a sua natureza, procedência, qualidade, dentre outras características relevantes, para que haja, inclusive, a possibilidade de redução da base de cálculo, beneficiando a companhia. 

A discriminação correta dos produtos também irá influenciar em futuras auditorias realizadas pelo Fisco, pois, caso haja o cadastramento incorreto, o fiscal poderá autuar a empresa, penalizando-a.

Divisão entre bebidas e refeições

Como medida para reduzir os tributos devidos, dentro dos limites da legalidade, a divisão entre bebidas e refeições permite o melhor aproveitamento dos benefícios tributários, pois diminui a incidência de impostos. O cálculo de créditos presumidos, para que alcance o resultado ideal, deverá ser feito por meio dessa divisão entre bebidas e gêneros alimentícios, com a finalidade de que as bebidas não sejam tributadas novamente, de maneira indevida. 

Dessa forma, para um real controle financeiro, os profissionais contábeis se valerão das possibilidades que a legislação fiscal traz, para a presunção de créditos e demais benefícios tributários.

A contabilidade como medida preventiva e corretiva

Considerando as repercussões tributárias oriundas da classificação dos produtos utilizados em bares e restaurantes, qual seja, os alimentos e a bebidas, a contabilidade deste setor atuará de forma preventiva, através de uma discriminação originária correta, bem como de maneira corretiva, para as companhias que estejam sofrendo tributações irregulares. 

Para estas hipóteses, o escritório contábil indicará quais produtos estão classificados erroneamente, inviabilizando, assim, o aproveitamento de eventuais créditos. Além disso, a contabilidade em bares e restaurantes promove a saúde do negócio, por meio do emprego inteligente do capital empresarial, permitindo o crescimento econômico e maior lucratividade.

Para aproveitar melhor os créditos tributários, por meio da contabilidade aplicada aos bares e restaurantes, entre em contato conosco e conheça os diferenciais dos serviços da Grupo Studio.


Leia mais:

Assista também:

 


Redação Grupo Studio