RECEBA NOSSO CONTEÚDO DE FORMA GRATUITA DIRETAMENTE NO SEU EMAIL

Grupo Studio Franquias E-FiscalDicionário Financeiro: 8 termos que você deve saber na ponta da língua

Dicionário Financeiro: 8 termos que você deve saber na ponta da língua

Ficar na dependência do trabalho de um contador sem entender nada do que está acontecendo é bem triste, não é mesmo? Para quem é leigo no assunto, é sempre bom ter um dicionário financeiro por perto para ficar por dentro dos principais tópicos.

Medir a saúde financeira da empresa não é uma das tarefas mais simples. Porém, torna-se primordial compreender cada aspecto para identificar em quais lugares é melhor aplicar os recursos e ter um prognóstico das condições do negócio no nicho em que atua.

Se você tem dúvidas sobre do que se trata fluxo de caixa, rentabilidade, capital de giro, entre outros termos, este post é para você! Acompanhe a leitura e confira cada significado!

1. Fluxo de caixa

A princípio, uma das expressões mais usadas e que todo empresário precisa saber é o fluxo de caixa. Isso porque ele tem a função de ser o registro de receitas e despesas da empresa, propiciando um controle das finanças e mostrando como anda a situação do caixa no período apurado.

2. Receitas

Nada mais é do que a entrada de recursos financeiros, que estarão presentes no ativo circulante e não circulante. São valores também registrados no fluxo de caixa. Servem para a empresa ter um direcionamento melhor ao elaborar o relatório mensal do que tem disponível para cumprir as obrigações da empresa e cuidar de investimentos futuros.

3. Despesas

Em contrapartida, as despesas são as saídas de recursos, sejam elas fixas ou variáveis. Para controlar esse aspecto e cuidar da saúde financeira da organização, é fundamental ter uma gestão estratégica de custos e verificar quais são os pontos cruciais nessa área, até mesmo para não entrar em um endividamento sem fim.

4. DRE

O Demonstrativo do Resultado do Exercício (DRE) é um documento contábil de suma importância para qualquer tipo de empresa, independentemente do seu porte. Ele é responsável por mostrar a situação financeira, isto é, se houve lucro ou prejuízo no período informado. Dá margem para que você faça uma projeção financeira de qualidade.

5. Capital de giro

Outro fator importantíssimo para a empresa é o capital de giro, que corresponde a um conjunto de valores indispensáveis para fazer o seu negócio andar. Ele é essencial, principalmente nos primeiros meses de funcionamento, quando ainda não há um bom lucro. Para tanto, é preciso manter o fluxo de caixa bem detalhado e definir qual será o tempo de duração para repor os recursos.

6. Capital de terceiros

Já o capital de terceiros são os valores correspondentes ao balanço patrimonial que estão nas contas do passivo circulante e não circulante. São essenciais para a manutenção das atividades da empresa. Por meio dele, é possível analisar os índices de estrutura de capital, tais como o cálculo de participação, a composição de endividamento e o endividamento geral.

7. Liquidez

De maneira geral, as contas pertencentes ao ativo que tem maior probabilidade de virar dinheiro são consideradas como liquidez. Alguns exemplos são o caixa, as aplicações financeiras a curto prazo e a conta do banco. Isso facilita a vida na hora de negociar com fornecedores e identificar quanto a empresa dispõe de recursos financeiros para saldar suas principais dívidas.

8. Rentabilidade

Por último, mas não menos importante, temos a rentabilidade. Ela consiste em algo muito além dos custos de produção e dos retornos — são valores que cobrem os investimentos feitos. Uma empresa pode ter lucro, mas não conseguir ser rentável. Por isso, vale a pena que os empreendedores fiquem de olho nisso para aprimorar a tomada de decisão.

Para concluirmos, é sempre bom se informar do que ocorre na empresa e quais os significados dos principais termos abordados. Isso colabora para você ter uma ideia da situação do negócio e não precisar de uma perícia contábil frequentemente.

Gostou do dicionário financeiro que trouxemos neste post? Então você também pode gostar do nosso Glossário do Varejo: entenda todos os termos fiscais que preparamos!

GLOSSÁRIO FISCAL DO VAREJO: Entenda todas as siglas fiscais


Redação Grupo Studio