RECEBA NOSSO CONTEÚDO DE FORMA GRATUITA DIRETAMENTE NO SEU EMAIL

Grupo StudioNotíciasDeclaração do Imposto de Renda 2020

Declaração do Imposto de Renda 2020

Começa nesta segunda-feira (2) o prazo para entrega da declaração do Imposto de Renda 2020. O programa de preenchimento pode ser baixado tanto em computadores como em celulares e tablets. O documento deve ser entregue até ás 23h59min do dia 30 de abril de 2020.

Quem entrega a declaração primeiro possui maiores chances de receber a restituição antes.

Se você se encaixa em pelo umas as opções abaixo, é obrigado a entregar a declaração do IR 2020.

  • Recebeu mais de R$ 28.559,70 de renda tributável no ano
  • Ganhou mais de R$ 40 mil isentos, não tributáveis ou tributados na fonte no ano
  • Teve ganho com venda de bens
  • Comprou ou vendeu ações na Bolsa
  • Recebeu mais de R$ 142.798,50 em atividade rural ou tem prejuízo rural a ser compensado no ano-calendário de 2019 ou nos próximos anos
  • Era dono de bens de mais de R$ 300 mil
  • Passou a morar no Brasil em qualquer mês de 2019 e ficou aqui até 31 de dezembro
  • Vendeu um imóvel e comprou outro num prazo de 180 dias, usando a isenção de IR no ato da venda

Importante:

o contribuinte que é obrigado a enviar o IR, mas perde o prazo, paga multa. O valor mínimo é de R$ 165,74, mas pode chegar até 20% do valor devido no ano.

Em 2020, a Receita reduziu de sete para cinco o número de lotes de restituição. O primeiro pagamento, no entanto, segue sendo feito no mês de maio. De costume, idosos, portadores de deficiência e professores cuja atividade principal seja o magistério recebem no primeiro lote.

Para isso, a declaração não pode apresentar nenhuma pendência. O ideal é o contribuinte ter em mãos os principais documentos, como o CPF e de seus dependentes, além dos informes de rendimentos das fontes pagadoras. Aposentados e demais segurados que receberam verba do INSS em 2019 devem buscar o informe de rendimento do benefício no site Meu INSS.

Malha Fina

Erro ao declarar a renda recebida no ano é o que mais leva à malha fina. Na declaração é possível deduzir gastos. Despesas com educação dão dedução de R$ 3.561,50. No gasto com saúde, não há limite.

Aposentados

Quem se aposentou em 2019 ou passou a receber pensão, mas ficaram meses na espera e receberam os atrasados de uma única vez, precisam ficar atentos. Como o pagamento foi realizado de uma vez só, é possível que esse segurado tenha tido um desconto maior do imposto de renda na fonte. Eles poderão receber a diferença de volta na restituição: na declaração a Receita vai apurar o imposto devido no ano (e não apenas no mês), considerando todos os rendimentos de 2019. Segundo a Receita, o valor dos descontos do IR devem ser declarados conforme o Informe de Rendimentos fornecido pelo INSS.


Redação Grupo Studio