RECEBA NOSSO CONTEÚDO DE FORMA GRATUITA DIRETAMENTE NO SEU EMAIL

Grupo Studio Franquias Studio FiscalQual a diferença entre EBITDA, NOPAT e Lucro Líquido?

Qual a diferença entre EBITDA, NOPAT e Lucro Líquido?

Qual a diferença entre EBITDA, NOPAT e Lucro Líquido?

 

O EBITDA é um indicador financeiro com o objetivo de mostrar o resultado de caixa operacional antes dos impostos de uma empresa, ele é muito utilizado pelas empresas de capital aberto, em operações de fusões e aquisições e pelos analistas de mercado.

A sigla corresponde a Earnings Before Interest, Taxes, Depreciation and Amortization, ou seja, lucro antes dos juros (despesas financeiras), impostos (IR e CSLL), depreciação e amortização. O EBITDA representa a geração operacional de caixa da empresa antes de pagar impostos, por isso o indicador não leva em conta os efeitos das despesas financeiras, os impostos e a depreciação e amortização (por não ser caixa).

Outro aspecto importante para a utilização do EBITDA está na comparabilidade entre resultados de empresas de países diferentes, pois a legislação de tributação sobre a renda é diferente em cada país, então o EBITDA mostra o resultado do negócio antes de aplicar a tributação sobre a renda e proporciona que cada um aplique a regra do imposto de seu país sobre o EBITDA.

 

Faça revisão de tributos da sua empresa

 

O conceito de lucro líquido é mais objetivo pois é um indicador do resultado contábil final de uma empresa. O lucro líquido já estará subtraído das despesas financeiras, dos impostos sobre a renda e da depreciação e amortização, assim o lucro líquido irá mostra o que realmente gera uma empresa já considerando as despesas de dívidas, se ela tiver.

O NOPAT é um indicador financeiro que representa o lucro operacional líquido de um negócio. A sigla corresponde a “Net Operating Profit After Taxes” (lucro operacional líquido após os impostos). Desta forma, o NOPAT é a Receita Líquida menos os Custos e Despesas Operacionais (incluindo Depreciação) deduzidos alguns ajustes específicos conforme cada negócio e os Impostos sobre a renda.

O NOPAT retrata melhor a realidade do resultado de uma empresa do que o EBITDA, pois o NOPAT já subtrai o imposto sobre a renda, se a empresa deu lucro ela certamente não poderá contar com essa parte do resultado e o NOPAT também irá subtrair a depreciação, principalmente em empresas que dependem de máquinas e equipamentos, pois a depreciação irá considerar o valor econômico necessário para a reposição do bem.

O lucro líquido já faz parte da última linha da DRE (demonstração de resultados) e como calcular o EBITDA e NOPAT de uma empresa?

Existem diversos caminhos para calcular esses indicadores, minha sugestão é de iniciar pegando o lucro líquido, e fazendo os ajustes cabíveis. Vamos ver um exemplo:

 

Demonstração da diferença básica entre NOPAT e EBITDA
DRE NOPAT EBITDA
(=) Lucro Líquido  R$               172  R$               172
(+) Tributos sobre Lucro (IR e CSLL)*  R$                  –  R$                 88
(+) Despesas Financeiras  R$               100  R$               100
(-) Receitas Financeiras -R$                10 -R$                10
(+) Depreciações  R$                 50
(-) Amortizações  R$                  –
 R$               262  R$               400

 

Neste exemplo, a empresa possui bens que são depreciados com o uso (R$-50), ela tem um resultado financeiro (despesa e receita) e também o imposto sobre a renda, gerando um resultado líquido de R$172.

Para o Cálculo do EBITDA e do NOPAT, aplica-se os ajustes cabíveis no lucro líquido para obter-se cada indicador, conforme tabela abaixo:

 

Demonstração da diferença básica entre NOPAT e EBITDA
DRE NOPAT EBITDA
(=) Lucro Líquido  R$               172  R$               172
(+) Tributos sobre Lucro (IR e CSLL)*  R$                  –  R$                 88
(+) Despesas Financeiras  R$               100  R$               100
(-) Receitas Financeiras -R$                10 -R$                10
(+) Depreciações  R$                 50
(-) Amortizações  R$                  –
 R$               262  R$               400

 

Para o NOPAT, do lucro líquido serão ajustados as despesas e receitas financeiras, ou seja, como o NOPAT é operacional, deve-se eliminar o efeito da perda ou ganho financeiro (empréstimo ou aplicação financeira).

Já para o EBITDA, serão ajustados: os impostos sobre a renda, as despesas e receitas financeiras e a depreciação.

Um dos pontos mais importantes sobre a comparação desses indicadores é que o EBITDA acaba inflando o resultado, ou seja, no exemplo acima o EBITDA é de 40% sobre a receita, pois desse resultado ainda não foi abatido o imposto sobre a renda e a depreciação, itens fundamentais para a operação da empresa. Já o NOPAT é de 26,2% representando um resultado operacional mais real.

Os três indicadores são corretos, sua melhor utilização está relacionada com a aplicação necessária de cada um.

Tente ver sempre sua empresa pelo NOPAT, verificando se o resultado dele supera o risco de seu negócio. Veja o lucro líquido que reflete melhor a realidade contábil líquida da empresa e calcule o EBITDA para comparar sua empresa com outras empresas do mercado e com operações de fusões e aquisições já realizadas.

 


Acesse nossos eBooks gratuitos:

Guia da Consultoria Tributária – A forma mais segura de sua empresa pagar menos impostos
Manual da gestão tributária: Guia prático para empresários

 


Redação Grupo Studio