RECEBA NOSSO CONTEÚDO DE FORMA GRATUITA DIRETAMENTE NO SEU EMAIL

Grupo Studio Franquias Studio FiscalPrepare a sua empresa para a rodada de impostos de 2018

Prepare a sua empresa para a rodada de impostos de 2018

Prepare a sua empresa para a rodada de impostos de 2018

Sua empresa está preparada para os impostos de 2018? Pois saiba que este é um ano cheio de mudanças em diversos procedimentos relativos à tributação. Os impostos anuais são pagos sempre no início do exercício seguinte, ou seja, agora seu empreendimento deverá prestar contas de tudo que faturou em 2017.

Outro ponto muito importante: é no início do ano que as empresas que fazem jus podem optar por um novo regime tributário.

Para ajudar você, destacamos alguns dos principais impostos a serem pagos, em especial os federais. Nesse contexto, uma importante mudança deve ser observada, e ela diz respeito à escrituração em sua empresa. Acompanhe:

Novo eSocial

Toda empresa deve repassar ao fisco informações sobre suas atividades, para garantir que os valores declarados sejam compatíveis com o seu faturamento. Da mesma forma, toda pessoa jurídica deve comunicar ao governo mensalmente, ou quando a situação exigir, dados relativos aos pagamentos feitos a trabalhadores a título de contribuição previdenciária e social.

Essas informações fazem parte do eSocial que, desde 8 de janeiro de 2018, tem novas regras em vigor, com datas para adequação variando conforme o tipo de empresa.

Boa parte das empresas só será obrigada a atender as novas regras a partir de julho, portanto, confirme junto ao seu contador se o novo eSocial está valendo para seu negócio.

Outra importante modificação que afeta a escrituração é a nota fiscal 4.0, que substituiu, em novembro de 2017, o modelo 3.10. Muitos novos campos de preenchimento foram incluídos e outros retirados, logo, é fundamental estar atento para repassar ao fisco notas corretamente preenchidas, evitando retrabalho e notas denegadas.

Simples Nacional

As empresas optantes pelo Simples Nacional deverão ficar ainda mais atentas, pois, desde o dia 1° de janeiro, uma série de modificações foram implementadas. As prinicipais — e que afetam outros regimes tributários — dizem respeito aos novos limites de faturamento. Agora, podem entrar no regime empresas que faturam entre R$ 81 mil e R$ 4,8 milhões. O antigo teto era de R$ 3,6 milhões.

O mínimo de R$ 81 mil faz referência ao novo limite para MEI. Microempreendedores individuais, até 2017, tinham o valor de R$ 60 mil como teto, com um percentual pago em imposto sobre a renda que excedesse esse limite até R$ 72 mil. Somente se passasse desse valor, o MEI deveria migrar para o Simples. Em 2018, o limite foi aumentado em R$ 9 mil.

Independentemente do seu regime tributário, é necessária atenção aos prazos e formas de pagamentos de impostos, tributos e declarações ao fisco. Até o dia 28 de fevereiro, sua empresa deverá cumprir com as seguintes obrigações:

Declaração de Imposto de Renda Retido na Fonte (DIRF)

Quem deve declarar: empresas e pessoas físicas que fizeram em 2017 pagamentos com retenção na fonte.

Como pagar: acesse o site da Receita Federal e baixe o programa gerador de DIRF.

Comprovante Anual de Retenção da CSL / Cofins / PIS-Pasep

Quem deve declarar: empresas que tenham realizado pagamentos, ao longo de 2017, pelo fornecimento de bens ou prestação de serviços.

Como pagar: utilizar comprovante aprovado pela Instrução Normativa RFB 1.234/2012.

Escrituração Contábil Fiscal (ECF) — Situações Especiais

Quem deve declarar: empresas que tiveram sua Escrituração Contábil Fiscal (ECF) submetida a situações especiais em novembro de 2017.

Como pagar: programa disponível no site do SPED.

Fique atento, pois existem outras obrigações fiscais que sua empresa deverá cumprir dentro do prazo. Tenha seu contador ao lado para garantir o pagamento dos impostos de 2018, ou converse com um consultoria tributária para saber como se ajustar a todas as exigências do fisco e ficar em dia com os impostos anuais.

Agora que você está alerta às obrigações fiscais para sua empresa, não acha uma boa ideia compartilhar este post em suas redes sociais? Mostre seu conhecimento e ajude quem precisa!

 


Acesse nossos eBooks gratuitos:

Guia da Consultoria Tributária – A forma mais segura de sua empresa pagar menos impostos
Manual da gestão tributária: Guia prático para empresários

 


Redação Grupo Studio