RECEBA NOSSO CONTEÚDO DE FORMA GRATUITA DIRETAMENTE NO SEU EMAIL

Grupo Studio Franquias Studio FiscalPor que é importante e como fazer uma análise de concorrência?

Por que é importante e como fazer uma análise de concorrência?

Por que é importante e como fazer uma análise de concorrência?

Tão relevante quanto analisar o próprio negócio é fazer uma análise de concorrência. É relativamente fácil encontrar uma série de empresas que até nutrem um conhecimento razoável sobre o funcionamento do próprio negócio, mas que, no entanto, desconhecem a sua concorrência, o que pode ser decisivo.

Ao longo deste artigo, mostramos como é importante conhecer o próprio negócio e estar ciente de como atuam os seus concorrentes. Além disso, abordamos os elementos centrais para fazer uma análise da concorrência de forma precisa e eficiente. Boa leitura!

Qual a importância de se fazer uma análise da concorrência?

Toda empresa deve, obrigatoriamente, ter um conhecimento amplo e profundo sobre o próprio negócio. Isso implica saber todas as atividades e processos que o compõem, quais as diretrizes que guiam esses procedimentos e seus custos, quanto há de receita, como é a performance da equipe, como tem sido o desempenho do negócio etc.

De modo geral, pode-se afirmar que é a partir desse tipo de conhecimento sobre a própria organização que se definirá uma série de elementos, com o intuito de elaborar estratégias para progredir rumo ao sucesso.

Contudo, não se deve, de forma alguma, restringir-se a informações a respeito da própria empresa. Estudos e análises devem se estender para construir um entendimento rico sobre os competidores. Em outras palavras, é preciso conhecer, ao máximo, suas características (como se configura, qual sua área de atuação, qual a natureza de suas intervenções no mercado, quais seus valores e princípios etc.).

Fazer a análise da concorrência é uma clara demonstração de que sua firma está por dentro de todos os detalhes do mercado e do contexto empresarial no qual o seu negócio se insere.

Como fazer uma análise de concorrência?

Confira, a seguir, algumas excelentes informações sobre como fazer uma análise da concorrência:

  • identifique quem faz parte da concorrência e pesquise sobre ela;
  • defina seus pontos fortes;
  • compreenda seus pontos fracos;
  • enumere as oportunidades e possibilidades;
  • liste as ameaças;
  • registre todos os dados e informações obtidas;
  • faça um estudo sobre o potencial reativo da concorrência.

À medida que você compara a sua empresa com outras, que podem ter diversas similaridades ou mesmo aspectos idênticos à sua, você estará mais ciente do que funciona para ela, se ela tem conseguido estar à frente em alguns pontos, o tipo, qualidade e quantidade de serviços que ela oferece.

Ao conhecer a fundo suas principais características, você obterá uma ideia mais clara de como se destacar e obter vantagens competitivas.

A análise de concorrência como estratégia de negócio

De um ponto de vista estratégico, a análise da concorrência é útil para gerar lições valiosas sobre o que não deve ser feito, a fim de não incorrer nos mesmos erros e ter os mesmos prejuízos que as empresas analisadas.

Conhecer cada vez mais (e melhor) a concorrência significa conceder à sua organização a oportunidade de perceber até onde e de que maneira o seu negócio é afetado pela ação de empresas rivais. Sendo assim, aumentam-se as chances de aprimorar o seu empreendimento, identificando oportunidades e gargalos.

A análise de concorrência, portanto, é uma prática que deve necessariamente integrar os procedimentos habituais da sua empresa. Afinal, com essa ajuda, é possível dar à sua organização subsídios concretos e acionáveis para garantir bons resultados sempre.

Gostou do artigo? Então, compartilhe nosso post nas redes sociais e ajude a espalhar a mensagem!

 


Acesse nossos eBooks gratuitos:

Guia da Consultoria Tributária – A forma mais segura de sua empresa pagar menos impostos
Manual da gestão tributária: Guia prático para empresários

 


Redação Grupo Studio