RECEBA NOSSO CONTEÚDO DE FORMA GRATUITA DIRETAMENTE NO SEU EMAIL

Grupo Studio Franquias Studio BrokersImpacto da Crise Política e Econômica sobre o Setor de Private Equity

Impacto da Crise Política e Econômica sobre o Setor de Private Equity

Impacto da Crise Política e Econômica sobre o Setor de Private Equity

O cenário econômico e político desde o ano passado no Brasil teve reações e alterações extremas. O pontapé inicial se deu com o impeachment de Dilma Rousseff e se estabelece até hoje com as inúmeras investigações da Operação Lava Jato. O mercado surfa de forma estável nesse contexto, com uma valorização de 32% do Ibovespa até final de agosto, apesar de ser notório que o ajuste das contas nacionais irá se estender ao longo dos próximos anos.

A Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima) em balanço realizado no primeiro semestre desse ano, apontou que o total de fusões e aquisições, ofertas públicas de aquisições de ações e reestruturações societárias somaram R$ 32,7 bilhões; isso representa um pouco mais da metade do acumulado nos primeiros seis meses de 2016. Contudo, os investidores se bastam da mudança de perspectiva do governo para que, assim iniciasse uma nova onda de valorização e melhoria nos índices de confiança.

 

 

Importante ressaltar que não há, segundo analistas, muita diferença no ânimo das empresas por aquisições e fusões em comparação a 2016. Ao considerar, por exemplo, setores mais pulverizados, como o da moda e o da alimentação, há lugar para aquisições de menor grau de investimento, como em pequenas e médias empresas. Em setores como da área da tecnologia, saúde e educação se consolidam negócios de grande porte.

Nesse sentido, os fundos de Private Equity aparecem como opções em destaque por sua natureza mais arriscada, em períodos de expansão econômica, eles tendem a se beneficiar fortemente, superando, inclusive a Bolsa de Valores. E por que isso ocorre afinal? Por se tratar um trabalho de investigação minucioso de empresas em momentos de dificuldade ou de investimentos fortes para se expandir, o fundo compõe seu portfólio e investidores individuais e institucionais têm à disposição opções muito bem geridas no mercado financeiro como forma de diversificação.

Além disso, a crise lança mão de empresas com projetos inovadores, justamente pré-requisito de investimento para maioria dos fundos.

 


Acesse nossos eBooks gratuitos:

Guia da Consultoria Tributária: a forma mais segura da sua empresa pagar menos impostos
Manual da gestão tributária: guia prático para empresários

 


Redação Grupo Studio