RECEBA NOSSO CONTEÚDO DE FORMA GRATUITA DIRETAMENTE NO SEU EMAIL

Grupo Studio Franquias Studio BrokersFusões & Aquisições – Destaques de 29/mai a 04/jun/2017

Fusões & Aquisições – Destaques de 29/mai a 04/jun/2017

NEGÓCIOS DA SEMANA

“Market Movers” – Brasil

  • Cade aprova compra da paranaense Belagrícola por grupo chinês. O Pengxin tem intenção de avançar no país com aquisições por meio da Dakang Pasture Farm, seu braço agropecuário. O grupo chinês DKBA, braço brasileiro da gigante Shanghai Pengxin,  compra de 53,9% das ações da Belagrícola. O valor do negócio não foi revelado, mas a empresa paranaense faturou R$ 2,8 bilhões em 2016. 30/05/2017

“Market Movers” – Exterior

  • Fundo chinês compra francesa Baccarat. O fundo chinês Fortune Fountain Capital (FFC) assinou uma “promessa irrevogável de compra” para adquirir a fabricante de cristais de luxo francesa Baccarat, anunciou nesta sexta-feira a empresa, fundada há mais de 250 anos. O fundo FFC e os fundos americanos Starwood Capital Group e L Catterton comprarão uma participação de 88,8% da Baccarat, informa a empresa em um comunicado. O preço oferecido é de 222,70 euros por ação, um valor inferior à cotação da Baccarat na quinta-feira, de 259,9 euros. A fabricante de produtos de luxo em cristal, que tem valor na Bolsa de 215,9 milhões de euros, “toma nota de que a FFC manterá e centralizará toda a produção e o emprego na Baccarat”.02/06/2017
  • Deere & Company anuncia compra da Wirtgen Group por US$ 4,89 bi. A Deere & Company assinou um acordo definitivo para comprar a Wirtgen Group, companhia internacional que opera no setor de construção de estradas. O valor da negociação foi de 4,357 bilhões de euros (US$ 4,89 bilhões) em dinheiro, sem considerar os débitos e outras despesas. A Wirtgen Group, com sede na Alemanha, apresentou vendas de 2,6 bilhões de euros no ano encerrado em 31 de dezembro de 2016. 01/06/2017
  • Alpha Private Equity Funds adquire Europart. A Triton e a Paragon assinaram um acordo para vender à Alpha Private Equity Funds a Europart Holding GmbH, líder do mercado europeu de peças sobresselentes para veículos comerciais e outros equipamentos para oficinas. As partes acordaram não divulgar a informação sobre o preço de compra. A transacção está sujeita a aprovação regulamentar nas respectivas jurisdições territoriais. 18/05/2017
  • Alibaba compra parte de rede de supermercados para atuar on e off-line. O Alibaba tornou-se o segundo maior acionista de uma das maiores cadeias de supermercados chinesa através da aquisição de partes das ações do Yiguo.com, para obter 18% das ações do Lianhua Supermarket, segundo o maior acionista do supermercado Bailian Group, com sede em Shanghai.  A iniciativa faz parte da iniciativa do Alibaba para combinar vendas online e off-line. A rede opera 3.600 hipermercados, supermercados e lojas de conveniência em 19 regiões geográficas da China.29/05/2017

HUMORES & RUMORES

M & A – VENDA

  • Cemig coloca ativos de R$6,56 bi à venda; prevê ao menos 50% de sucesso até 2018. Ação terá como objetivo reduzir aceleradamente a enorme dívida da companhia; também haverá comercialização das subsidiárias de gás e telecomunicações. A elétrica mineira Cemig anunciou nesta quinta-feira um plano de desinvestimentos que inclui ativos que somam valor patrimonial de 6,564 bilhões de reais, sendo que a empresa espera ter sucesso em no mínimo 50 por cento do programa até o primeiro semestre de 2018, segundo fato relevante. As vendas de ativos, que terão como objetivo reduzir aceleradamente a enorme dívida da companhia, incluirão o negócio de geração da controlada Light, fatias nas transmissoras Taesa e Transmineira e as participações da empresa nas grandes hidrelétricas de Santo Antônio e Belo Monte.01/06/2017
  • Petrobras recebeu manifestações de interesse por Pasadena, diz presidente. O presidente da Petrobras, Pedro Parente, afirmou que já houve manifestações de interesse pela refinaria de Pasadena, colocada à venda pela petroleira. “Eu mesmo recebi no meu e-mail e repassei para a área técnica”, disse nesta quarta (31) após participar do Fórum de Investimentos Brasil 2017, em São Paulo. Segundo o executivo, a sistemática de venda de Pasadena terá de ser aprovada pelo TCU (Tribunal de Contas da União). Ele reafirmou que tem um compromisso com a empresa, independentemente do desenrolar da crise política que atingiu o Palácio do Planalto. “Não podemos perder o foco. Precisamos deixar a crise fora da empresa”, disse. A Petrobras anunciou transações em 2015 e 2016 de US$ 13,6 bilhões e tem um programa de mais US$ 21 bilhões para parcerias e desinvestimentos até o fim de 2018.  01/06/2017
  • BB avança em oferta de açoes e venda do Patagônia. O Banco do Brasil deu alguns passos em relação à venda de uma fatia no argentino Patagônia. Em paralelo, toca um possível reIPO, uma vez que a instituição já tem ações listadas. Ao longo deste mês, o BB teve reuniões com os três players interessados no Patagônia: Itaú Unibanco, BBVA e Macro. Estão previstos para julho encontros com investidores sobre a oferta de ações. Por ora, o IPO segue como o mais provável. Pesa, sobretudo, a questão de preço. 31/05/2017
  • Caixa venderá Lotex até fim do ano, diz presidente. O Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) do governo federal prevê que a venda do controle da Lotex renderá aos cofres públicos cerca de R$ 2,2 bi. Caixa: “O negócio está avançando, acho que vamos conseguir a venda até dezembro”, disse Occhi. Caixa Econômica Federal espera concluir a venda da Lotex, seu braço de loteria instantânea, até o fim de 2017, disse à Reuters o presidente do banco estatal, Gilberto Occhi. Conhecida como “raspadinha”, a loteria permite que apostadores saibam o resultado logo após a compra do bilhete.30/05/2017
  • Banco Central vetou compra de fatia da Renner pela Record. A Record estava prestes a comprar um quinhão do Banco Renner, que já tem Edir Macedo como um dos donos. O Banco Central, porém, vetou o negócio, alegando falta de experiência e maus antecedentes.28/05/2017

M & A – COMPRA

  • Empresários querem abrir 100 clínicas populares . De diferentes áreas, os empresários Claudio Haddad, Elie Horn e Jose Victor Oliva lançaram a Cia da Consulta, uma clínica com preços baixos. O plano é abrir 100 unidades do negócio.03/06/2017
  • Dono da Cyrela quer crescer na área de saúde. Diante das incertezas do abatido mercado imobiliário, um dos principais empresários do setor no País aposta em um segmento cujos resultados têm sido mais estáveis nesses anos de crise. Após ter assinado ontem a compra de um hospital, o fundador da Cyrela, Elie Horn, prepara-se para expandir a atuação na área de saúde por meio de seu fundo familiar, o Abaporu. A ideia, disse ele ao Estado, é adquirir pelo menos mais um hospital ainda neste ano – em parceria com a gestora Bozano Investimentos. O Abaporu concluiu ontem a compra de cerca de 65% do capital do Hospital Vera Cruz, em Campinas (SP) – e vai investir em clínicas e “hospitais de retaguarda”. Esse tipo de hospital, ainda raro no Brasil, é um modelo intermediário entre o hospital tradicional e a moradia para idosos. É um empreendimento para pacientes que não precisam ficar internados, mas necessitam de atendimento de profissionais, como nutricionistas e enfermeiros.02/06/2016
  • Setor de renováveis ainda tem espaço para consolidação. O setor de energias renováveis ainda tem grande espaço para consolidações, e os investidores estrangeiros devem ser protagonistas nesse movimento, de acordo com Gustavo Miranda, executivo da área de fusões e aquisições do Banco Santander, que participou ontem de um workshop sobre a fonte eólica realizado pela Casa dos Ventos. “É natural que o perfil dos investidores mude e é natural também que os empreendedores estrangeiros tenham participação relevante em leilões”, disse Miranda. Segundo ele, a atividade de fusões e aquisições no setor ganhou muita força no segundo semestre do ano passado, mas a tendência é desacelerar agora, refletindo, em parte, o cenário político incerto.30/05/2017
  • Redes de estacionamento crescem com consolidação . Um movimento de consolidação está alimentando o crescimento das três maiores redes de estacionamento do país, que projetam taxas de expansão para a receita este ano de até 150%, apesar da crise econômica. As líderes Estapar, do BTG Pactual, Indigo, da francesa Infra Park, e a Pare Bem, do Pátria Investimentos, não estão ampliando vagas por meio da ..30/05/2017

PRIVATE EQUITY

  • Hines investirá R$ 100 milhões no mercado brasileiro de outlets. Pausa para pensar. A gestora americana   investirá R$ 100 milhões para entrar no mercado brasileiro de outlets. Uma parcela do aporte vem de recursos próprios, mas a maior parte será de fundos imobiliários administrados pela companhia.02/06/2017
  • Brookfield segue em busca de ativos no Brasil, diz diretor. O executivo minimizou o cenário político instável do momento, pois avaliou que para quem tem visão de longo prazo, as crises não abalam o interesse. Brookfield: “Estamos olhando outros negócios, mais oportunidades no Brasil”. A Brookfield segue em busca de ativos para trazer mais capital para o Brasil, mesmo após realizar duas grandes aquisições no País, a Nova Transportadora do Sudeste (NTS), da Petrobras, e a Odebrecht Ambiental, afirmou o sócio-diretor da empresa, Luiz Maia.  “Não existe galinha morta, não existem ativos em liquidação, você paga a preço de mercado. Estamos comprando a preço justo, acreditando que vai valer mais no futuro porque o País vai estar melhor”, comentou, fazendo referência à compra da Odebrecht Ambiental.30/05/2017

 

 

 

 

RELAÇÃO DAS TRANSAÇÕES

  • Startup que barra fraudes em transações on-line recebe aporte de R$2,5 milhões. A Konduto, empresa que desenvolveu um sistema inovador e de alta tecnologia para barrar fraudes em transações on-line, comemora mais um momento importante em sua trajetória. A startup acaba de receber um investimento de R$2,5 milhões do fundo Criatec 2, administrado pelo Bozano Investimentos e pela Triaxis Capital, em rodada que foi seguida por investidores-anjo já acionistas. Com o aporte, a empresa pretende expandir internacionalmente, incorporar talentos e desenvolver novos produtos. Fundada em 2014 por Daniel Bento, Milton Tavares Neto e Tom Canabarro, a Konduto criou um método disruptivo para analisar o risco de fraude em transações on-line. Além de combinar todas as técnicas “tradicionais” da análise de risco (como checagem de dados cadastrais, device fingerprint e revisão manual, dentre outras), o sistema acrescenta duas importantes camadas tecnológicas para esta verificação: inteligência artificial e monitoramento do comportamento de navegação e compra do usuário. Desta forma, a plataforma é capaz de coletar centenas de informações sobre uma única compra e calcular o risco de fraude em menos de 1 segundo e com alta precisão.02/06/2017
  • A startup Guichê Virtual adquire o controle da G&M Soluções. Reforço. A startup Guichê Virtual, com foco em venda de passagens de ônibus online, desembolsou R$ 6,0 milhões para adquirir o controle da G&M Soluções especializada em sistemas para o setor rodoviário. O investimento foi possível graças ao aporte feito não ano passado pelo fundo Kaszek Ventures. Co m a aquisição planeja.. 02/06/2017
  • Estante Virtual adquire integrador FastGadol para aumentar o alcance de sua rede de livreiros. A Estante Virtual  maior plataforma on-line do País no comércio de livros seminovos e usados, acaba de adquirir o serviço FastGadol, especializado na integração entre livreiros e marketplaces. A compra elimina a necessidade de intermediação de terceiros para os livreiros que quiserem integrar seus acervos à Estante Virtual. A aquisição representa um importante marco na trajetória da empresa, ao ampliar o ferramental e empoderar pequenos vendedores. Formada por uma rede que integra sebos e livrarias de todo o País, a plataforma on-line reúne livros usados e novos, além de exemplares raros, com preços que possibilitam uma redução de custos de até 75%. Desde sua criação, em 2005, foram mais de 17 milhões de livros vendidos.  Com esta aquisição, a empresa se mantém no protagonismo no mercado de seminovos.01/06/2017
  • RBR Asset comprou, por R$ 41,3 milhões, um edifício corporativo na Vila Olímpia. A gestora RBR Asset comprou, por R$ 41,3 milhões, um edifício corporativo na Vila Olímpia, em São Paulo. A vendedora é a São Carlos Empreendimentos. A empresa tem R$ 700 milhões sob gestão, dos quais R$ 200 milhões são para investir em prédios comerciais. Antes de adquirir o edifício de São Paulo, a gestora havia adquirido um no Rio, por cerca de R$ 35 milhões. Deverão ser feitas novas aquisições no futuro. 01/06/2017
  • Grupo São Francisco comprou o hospital Beneficência Portuguesa de Araraquara. O Grupo São Francisco comprou, em um leilão, o hospital Beneficência Portuguesa de Araraquara, no interior de São Paulo. O desembolso foi de R$ 24 milhões, e outros R$ 20 milhões serão investidos na unidade. Esse é o terceiro hospital do grupo, que atua como uma operadora de saúde, com sua própria rede de atendimento. O grupo de saúde recebeu um aporte da gestora Gávea Investimentos no ano passado, em troca de uma fatia de 30% da participação.01/06/2016
  • Beadell conclui compra de área próxima à mina de ouro Tucano. A Beadell Resources disse ontem (6) que fechou um acordo vinculativo com a Mineração Vale dos Reis (MVR) para consolidar as áreas de exploração do empreendimento de ouro Tucano, no Amapá. A mineradora australiana vai adquirir o capital da MVR, uma companhia brasileira que detém 30% da Joint Venture MVR, da qual a Beadell possui 70%. A Beadell vai pagar inicialmente US$ 300 mil, na assinatura, e mais três pagamentos de US$ 500 mil ao longo de 12 meses a partir da data da assinatura. “O valor total em dinheiro é de US$ 1,8 milhão e royalties de 0,75% [do tipo net smelter royalty (NSR)] também poderão ser pagos em ouro ou outros metais preciosos que forem produzidos em nas áreas da antiga JV”, diz o comunicado.10/04/2017
  • Gazit Brasil adquiriu os 30% de participação restantes do Extra Itaim e agora detém 100% desse excelente ativo urbano. A Gazit-Globe, uma empresa imobiliária global concentrada na propriedade, desenvolvimento e gerenciamento de centros comerciais ancorados por supermercados em grandes mercados urbanos, anunciou hoje que sua subsidiária integral, a Gazit Brasil (“Gazit Brasil”), adquiriu os 30% de participação restantes do Extra Itaim, localizado em uma das principais avenidas de São Paulo, a Juscelino Kubitschek (JK), por R$ 94 milhões. 18/04/2017
  • Chinesa Shenzhen Center Power adquire a brasileira Unicoba Baterias. A chinesa Shenzhen Center Power adquire 59,2% da companhia brasileira Unicoba Baterias, por aproximadamente USD 46,4 milhões. 18/03/2017
  • Hospital Leforte compra clínica IPC. Lopes, do grupo Leforte, que segue investindo em expansão: “Na retomada da economia, precisamos estar prontos” O grupo hospitalar Leforte – atual nome do hospital Bandeirantes – adquiriu 80% do Instituto Paulista de Cancerologia (IPC), rede com três clínicas oncológicas fundada pela família do médico Guilherme Mendes Filho, segundo o Valor apurou. Com dois hospitais, duas torres de consultórios médicos e laboratórios nos bairros da Liberdade e Morumbi, na capital paulista, o grupo Leforte projeta fechar o ano com uma receita bruta de R$ 700 milhões, um aumento de 8% em relação a 2016. A rede de clínicas IPC é a primeira aquisição desde que, em setembro de 2015, o grupo deixou de ser filantrópico e tornou-se uma instituição com fins lucrativos. 01/06/2017
  • Automatos é adquirida por seus principais executivos. A Automatos, fabricante brasileira de software, anunciou nesta terça-feira (30/05) a aquisição de 100% das quotas anteriormente pertencentes à Automatos Participações Ltda., controlada pela Ideiasnet. Ideiasnet informa a seus acionistas e ao mercado em geral, que concluiu o desinvestimento de suas controladas indiretas Editora Pini S.A., PSE Ltda. (“Grupo Pini”) e Automatos Serviços e Desenvolvimento de Software Ltda. (“Automatos Serviços”). … 30/05/2017
  • Firma de ativos distressed do Brasil muda sócios e amplia meta. A Brasil Distressed, empresa compradora de créditos inadimplentes também conhecida como BrD, mudou seu quadro de sócios e informou que planeja ampliar as aquisições neste ano. A BrD pretende investir até R$ 1,5 bilhão (US$ 460 milhões) em dívidas em atraso de empresas brasileiras de médio porte, dois terços a mais do que comprou no ano passado, disse o sócio-gerente Carlos Catraio em entrevista. A empresa adquiriu cerca de R$ 3 bilhões em dívidas desde sua criação, em 2010…. 31/05/2017
  • Vard compra participação da PJMR no estaleiro Vard Promar. A Vard Holdings anunciou a compra do controle do estaleiro Vard Promar, localizado em Pernambuco, adquirindo a participação de 4,85% da PJMR (empresa da qual participa Ariovaldo Rocha, presidente do Sinaval). O valor da transação é de R$ 5,5 milhões. O grupo Vard, controlado pela estatal italiana Fincantiere, passa a ter 100% do controle do estaleiro local que tem navios gaseiros e navios de apoio marítimo em construção para a Transpetro e a DOFcon. A transação foi acertada em R $ 5,5 milhões. 30/05/2017
  • Venda da Embraport recebe aval do Cade. Um dos mais aguardados negócios da Odebrecht Transport (OTP), braço de infraestrutura do grupo Odebrecht, o processo de venda da Empresa Brasileira de Terminais Portuários (Embraport) avançou rumo à reta final. O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou a venda da participação de 66,67% detida pela OTP na Embraport para a sócia DP World, gigante árabe de portos que já tem um terço do negócio e assumirá 100% da empresa. A decisão foi publicada na edição de ontem do Diário Oficial da União (DOU). A perspectiva é de que o negócio seja assinado até ó início de julho, apurou o Valor. O valor da transação não foi revelado, mas a negociação, que já dura meses, dependia do fim da repactuação de algumas dívidas que a Embraport tem com bancos. Em 2015 – o balanço de 2016 ainda não foi publicado -, a empresa registrou receita líquida de R$ 220 milhões e dívida financeira total (empréstimos e financiamentos) de R$ 2,03 bilhões, ante R$ 1,73 bilhão em 2014. 30/05/2017
  • Cade aprova compra da paranaense Belagrícola por grupo chinês. O Pengxin tem intenção de avançar no país com aquisições por meio da Dakang Pasture Farm, seu braço agropecuário. O grupo chinês DKBA, braço brasileiro da gigante Shanghai Pengxin, teve a compra de 53,9% das ações da Belagrícola (foto) aprovada pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). O valor do negócio não foi revelado, mas a empresa paranaense faturou R$ 2,8 bilhões em 2016. Este é o segundo negócio do conglomerado chinês fechado no Brasil. Há menos de um ano, o grupo comprou 57% da Fiagril, holding que atua como trading nas áreas de grãos e venda de insumos que tem sede em Mato Grosso. O Pengxin, que atua em setores como mineração, imobiliário e agrícola, planeja a intenção de avançar no país com aquisições por meio da Dakang Pasture Farm, seu braço agropecuário. 30/05/2017
  • Gestora compra controle da Aceco em leilão. Um novo personagem acaba de entrar na disputa bilionária que envolve a empresa de infraestrutura para data centers Aceco TI. A gestora R2C Investimentos, especializada em ativos em “situações especiais”, fechou a compra do controle da companhia. A gestora concordou em pagar R$ 131 milhões pela Auckland, que detém 86% do capital da Aceco, e assumiu uma dívida da ordem de R$ 200 milhões da holding, conforme apurou o Valor. A R2C não confirmou as condições do negócio, mas disse que os detalhes seriam encaminhados à Justiça, que precisa dar aval … 30/05/2017
  • Dasa compra Laboratório Médico Vital Brasil. A Diagnósticos da América (Dasa) informou ter adquirido ontem a totalidade do capital do Laboratório Médico Vital Brasil, segundo comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM). O preço da transação não foi informado. De acordo com o aviso ao mercado…  30/05/2017
  • Renova Energia fecha acordos para venda de ações na TerraForm. Empresa de geração limpa irá receber um total de 107,8 milhões de dólares pela venda de suas ações na empresa de energia renovável. Renova informou que acordo “é mais um importante passo em direção à sua nova trajetória” e para “restabelecer a estabilidade financeira da companhia”. A Renova Energia, empresa de geração limpa controlada por Cemig e Light, fechou acordos para receber um total de 107,8 milhões de dólares pela venda de suas ações na empresa de energia renovável TerraFormGlobal e pelo encerramento de uma arbitragem movida contra a companhia. Segundo fato relevante divulgado na noite de sexta-feira, a Renova Energia celebrou acordo para vender à canadense Brookfield Asset Management as ações que a companhia detém na TerraForm Global por 92,8 milhões de dólares, a serem pagos em dinheiro na data de fechamento do negócio. A Renova também receberá outros 15 milhões de dólares como parte de acordo com a TerraForm Global para encerrar um processo de arbitragem contra a companhia. 29/05/2017

 

Via Fusões&Aquisições.




Redação Grupo Studio